Governo realiza mais de trinta cirurgias em três dias no hospital Doutor Sansão Gomes, em Tarauacá

A ação teve como objetivo ampliar o acesso do serviço de saúde para que fique mais próximo da população

De 9 a 11 deste mês, a equipe do programa Saúde Itinerante realizou 38 cirurgias no Hospital Doutor Sansão Gomes, em Tarauacá, além de atender os pacientes de Feijó (Assessoria Sesacre)
De 9 a 11 deste mês, a equipe do programa Saúde Itinerante realizou 38 cirurgias no Hospital Doutor Sansão Gomes, em Tarauacá, além de atender os pacientes de Feijó (Assessoria Sesacre)

De 9 a 11 deste mês, a equipe do programa Saúde Itinerante realizou 38 cirurgias no Hospital Doutor Sansão Gomes, em Tarauacá, além de atender os pacientes de Feijó (Assessoria Sesacre)

De 9 a 11 deste mês, a equipe do programa Saúde Itinerante realizou 38 cirurgias no Hospital Doutor Sansão Gomes, em Tarauacá, além de atender os pacientes de Feijó. A ação serviu para acelerar o atendimento àqueles que estavam na fila de espera para Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e que seriam encaminhados a Rio Branco.

O mutirão teve início no dia 2, realizado por uma equipe de 20 profissionais, entre cardiologista, ginecologista, ortopedista, infectologista, dermatologista, gastroenterologista, oncologista e hematologista, além de enfermeiros. Cerca de 1.200 atendimentos e mais de 500 exames como ultrassonografia, coleta de PCCU, endoscopia, exames laboratoriais, eletrocardiograma e ecocardiograma foram feitos no hospital.

Cirurgias como de hérnia, apêndice, linfoma e retirada de tumores foram realizadas por uma equipe formada de um clinico-geral de Tarauacá, dois cirurgiões e um anestesista de Rio Branco e um cirurgião de Cruzeiro do Sul.

De acordo com cirurgião geral e coordenador da equipe de cirurgias, Yotaro Alberto Camargo Suzuki, “essa ação de itinerante cirúrgico já vem sendo realizada em outros municípios e o único que faltava era Tarauacá”. O município fica em um local estratégico devido à proximidade com Feijó. A distância entre as duas cidades é de 40 km e a proximidade facilita o atendimento aos pacientes dos dois municípios.

Suzuki explica que o hospital oferece condições para qualquer tipo de atendimento que a população precisa. Isso facilita o trabalho da equipe que se empenhou em realizar os procedimentos cirúrgicos a esses pacientes que esperavam ansiosamente para serem cirurgiados e resolver seus problemas de saúde. O mais importante desse trabalho é que as pessoas não precisão sair de seus locais de origem para serem atendidas.

Um trabalho feito com união e carinho

As equipes do TFD de Rio Branco e Tarauacá iniciaram a partir do dia 28 de novembro os agendamentos com pacientes que estavam na fila de espera, ou seja, os técnicos entraram em contato com as pessoas que já  tinham passagem marcada para a capital e marcaram as consultas para o mutirão.

Para a gerente do TFD em Rio Branco, Ediná Monteiro, “os atendimentos visam minimizar os transtornos causados pela viagem do interior até a capital e também aliviar a aflição daqueles que estão há meses esperando por consulta ou cirurgia”.

Segundo o gerente do TFD de Tarauacá, Manoel Muniz, cerca de 400 pessoas fizeram a triagem durante os dias de atendimento. Desse total algumas irão dar continuidade do tratamento em Rio Branco.

De acordo com a gerente do Saúde Itinerante, Celene Maria, a ação teve como objetivo ampliar o acesso do serviço de saúde para que fique mais próximo da população, oferecendo serviços de qualidade, humanizado e com resolubilidade. “Em vez de o paciente sair de sua comunidade para buscar atendimento na capital oferecemos a ele toda a estrutura para que possa solucionar o seu problema de saúde em sua própria cidade”.

Celene explica que com essa ação que começou no início do ano atendendo vários municípios, principalmente os mais longínquos, faz com que as demandas no Hospital das Clinicas seja reduzidas. A gerente geral do Hospital Doutor Sansão Gomes, Maria Anízia, espera que no próximo ano este tipo de ação possa ser realizado com mais freqüência. Maria Anizia destaca o empenho do governador Tião Viana e da secretária de Estado de Saúde, Suely Melo, em oferecerem uma saúde de qualidade e humanizada à população do interior.

Oportunidade de uma saúde de qualidade

A dona de casa, Elizete Nogueira, que reside no município de Feijó comenta que há mais de 3 meses esperava pela cirurgia de vesícula. “Há algum tempo sofro com muitas dores. Quando fui a Rio Branco o médico diagnosticou que eu tinha algumas pedras na vesícula. Eu tinha de esperar para ser submetida à cirurgia, pois quando dei entrada no TFD existia uma lista de pessoas na minha frente. Agora estou feliz, por meio dessa ação pude resolver meu problema de saúde que talvez só fosse solucionado em março de 2012”, enfatiza Elizete Nogueira.

A aposentada Maria Aparecida de 81 anos que reside em Tarauacá conta que só  pensava no sofrimento de viajar e ficar longe das filhas. Há oito meses espera por essa cirurgia de retirada de pedra na vesícula. “Fui muito bem tratada, tanto pela equipe médica quanto pelos profissionais do hospital. Posso afirmar que Jesus me abençoou com esse presente de natal, pois retirei uma pedra da minha vesícula que tem 8 cm de cumprimento e isso já me atormentava há alguns anos” ressalta Maria.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest