Governo promove Curso Técnico em Serviços Públicos

Objetivo é habilitar os funcionários a operarem um novo processo de gestão

Em Rio Branco a aula inaugural aconteceu no Centro de Educação Profissional Campos Pereira, e contou com a participação do Diretor-Presidente do IDM, Irailton Lima (Foto:Assessoria IDM)

Em Rio Branco a aula inaugural aconteceu no Centro de Educação Profissional Campos Pereira, e contou com a participação do diretor-presidente do IDM, Irailton Lima (Foto:Assessoria IDM)

O governo do Acre, por meio do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em parceria com o Instituto Dom Moacyr (IDM), promoverá a oferta do Curso Técnico de Nível Médio em Serviços Públicos. O curso tem como público-alvo servidores públicos municipais.

As aulas inaugurais aconteceram nos municípios de Rio Branco, Brasileia, Xapuri, Feijó, Epitaciolândia e Assis Brasil (contemplando também servidores dos municípios vizinhos a estas cidades, como Bujari, Porto Acre, Plácido de Castro e Senador Guiomard). Até o final deste ano serão contemplados 19 municípios. Nos municípios das regionais do Purus e Juruá as aulas terão início no dia 5 de dezembro de 2011.

As ações para a oferta do Curso Técnico em Serviços Públicos tiveram início no dia 11 deste mês com a capacitação dos mediadores da aprendizagem, e encerrarão em dezembro do próximo ano com a formação de 250 técnicos nos vinte e dois municípios.

A iniciativa partiu do TCE por perceber a necessidade de fortalecer a capacidade de gestão das Prefeituras, por meio da ampliação da base de competências profissionais de servidores municipais que atuam em funções-chaves, para a realização das operações gerenciais necessárias à aplicação dos recursos públicos.

O objetivo é habilitar servidores públicos a operarem um novo processo de gestão voltado para a qualidade da execução e prestação de contas dos recursos públicos disponibilizados às prefeituras municipais.

Em Rio Branco a aula inaugural aconteceu no Centro de Educação Profissional Campos Pereira, das 14 às 22 horas, e contou com a participação do Diretor-Presidente do IDM, Irailton Lima, que mediou as primeiras horas de ensino-aprendizagem, e do Conselheiro e Diretor da Escola de Contas Conselheiro Alcides, do TCE, Antônio Jorge Malheiros. O tema da aula foi Profissionalização via Instituto Dom Moacyr.

Irailton falou sobre a relevância da oferta desse curso para a evolução do trabalho nas prefeituras. “Sabemos da importância desse aprendizado, devido a isso o IDM realizou, desde o ano passado, um trabalho minucioso junto ao Tribunal de Contas para criar um plano de curso eficiente. Neste curso vocês aprenderão sobre os termos mais variados da gestão pública, desde redação de documentos até as questões mais complexas”, declarou Lima.

O Conselheiro Malheiros falou à turma como o curso foi concebido, sob diferentes olhares, e do que representa a soma de esforços do Poder Público para a realização desse investimento, que é um processo de formação em serviços onde o ambiente de trabalho se constitui na parte prática do curso.

A mediação do espaço seguiu com Marília Macedo, gerente pedagógica e curricular do IDM. Para Marília “os servidores demonstraram disposição ao processo de formação a reconheceram a importância e a necessidade de um processo de educação nessa dimensão, apesar da experiência que muitos desses educandos acumulam nas funções que exercem”, relata Marília.

“Quando fui convidada a participar deste curso técnico, meu primeiro pensamento foi que seria apenas mais um curso para acumular certificado, pois julgava que já conhecia o suficiente do trabalho que exerço junto à Prefeitura. No entanto, já no primeiro dia de aula, percebi o quanto preciso aprender e me dedicar. Só tenho a agradecer pela oportunidade”, conta Juliana Nascimento, educanda do Curso Técnico em Serviços Públicos.

O Curso Técnico de Nível Médio em Serviços Públicos será executado no período de 14 meses, com carga horária de 1.100 horas divididas em 1.000 horas presenciais e 100 horas de Estágio Supervisionado em ambiente de trabalho, nas atividades rotineiras dos educandos.