valorização

Governo paga prêmio de valorização dos gestores de políticas públicas e especialistas nesta quinta, 31

Governo segue cumprindo com o compromisso de valorização dos servidores do Estado e, nesta quinta-feira, 31, realiza o pagamento do Prêmio de Valorização Anual dos Gestores de Políticas Públicas e Especialistas (PVP), referente ao ano de 2021. Ao todo, 464 servidores vão receber o prêmio, um investimento de R$ 2,2 milhões.

O pagamento do PVP leva em consideração várias metas avaliadas no decorrer do ano de 2021, e vem como um incentivo que visa garantir a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos.

De acordo com o representante dos gestores do Acre e membro do Sindicato dos Gestores de Políticas Públicas e dos Técnicos em Gestão Pública do Estado do Acre, Radamés Ribeiro, o prêmio tem por objetivo tornar a administração mais eficiente e, por isso, o governo tem bonificado o esforço dos servidores efetivos nesse contexto.

Gestores e técnicos de políticas públicas sempre em constante diálogo com o gestor da pasta da Seplag, Ricardo Brandão, para alinhamento das pautas de reivindicação da categoria. Foto: Assessoria Sintegesp

“O pagamento do PVP 2021 aos gestores de políticas públicas é uma vantagem pecuniária prevista em lei, porém, apesar das dificuldades financeiras enfrentadas pelo o Estado com um período de tantas incertezas econômicas, a administração no papel do secretário de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão, deu prioridade por honrar o compromisso de pagar o PVP no mês de março de 2022”, explica Radamés.

Atribuições dos cargos

Os gestores, técnicos de políticas públicas e especialistas atuam nas diversas secretarias, autarquias e fundações do estado, nas áreas de infraestrutura, produção, economia, comércio exterior, inclusão social, meio ambiente, saúde, educação e segurança pública.

São responsáveis por propor, elaborar, coordenar e exercer atividades relacionadas à gestão de políticas públicas nos aspectos técnicos e administrativos relativos à formulação, implementação, execução, acompanhamento e avaliação, bem como de direção e assessoramento em escalões superiores da administração pública em graus variados de complexidade, responsabilidade e autonomia.

“Os gestores e técnicos de políticas públicas são carreiras essenciais para a manutenção e correto funcionamento da estrutura de gestão e planejamento dos órgãos de governo. Estes são os responsáveis em conjunto com os agentes políticos e demais profissionais das áreas de gestão e governança, pela racionalização do emprego dos recursos públicos de modo a assegurar o atendimento das demandas da população e dos poderes constituídos e plena execução do plano de governo”, ressalta o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão.