Valorização

Governo irá remunerar profissionais que atuaram voluntariamente em testes de Covid-19

Há pouco mais de um mês trabalhando voluntariamente na realização dos testes de Covid-19, profissionais formados nas áreas de saúde e que realizavam mestrado no Instituto Charles Mérieux, entre eles biomédicos, farmacêuticos e biólogos, passarão a receber remuneração pelo Governo do Estado, através de uma contratação emergencial. Desde a confirmação dos primeiros casos no Acre, esses profissionais interromperam os estudos para se dedicar ao serviço de forma voluntária, assumindo  riscos e sem receber nada em troca.

Biomédicos, farmacêuticos e biólogos trabalham voluntariamente na realização de exames Foto: Odair Leal/Secom.

Laboratório francês que no Brasil só existe no estado do Acre, o Charles Mérieux tem capacidade para produzir diariamente 95 resultados de amostras enviadas ao centro. É um procedimento bastante demorado, requer atenção e muita responsabilidade dos profissionais que se dedicam diuturnamente, sem direito à folga, finais de semana ou feriados. No total são 11 profissionais qualificados para exercer a atividade, muitos deles já não veem a família há mais de um mês e dormem em alojamentos dentro da Fundação Hospitalar.

Testes são realizados diariamente pelo laboratório Foto: Odair Leal/Secom.

“Trabalhamos pela manhã, tarde e muitas vezes entramos pela noite, abrindo mão de nossas famílias para ajudar nesse momento crítico com a prestação desse serviço essencial. Tem dias que começamos os trabalhos às 8h, quando chegam as amostras e saímos do centro exaustos, mas com o sentimento de dever cumprido. É um compromisso que firmamos com a população sem receber nada em troca. Ao todo somos nove profissionais que o governo vai contratar e essa ajuda, essa valorização que estão nos dando, para nós é um reconhecimento. É gratificante saber que estamos sendo necessários e contribuindo verdadeiramente com a sociedade”, disse a biomédica Aglanair Ferreira, uma das que dorme no hospital.

No total são 11 profissionais qualificados para exercer a atividade Foto: Odair Leal/Secom.

Os profissionais começarão a ser remunerados a partir deste mês e receberão até enquanto durar a pandemia e houver a necessidade da realização dos testes. Desde o dia 17 de março até o dia 28 de abril, já haviam sido notificados 2. 511 casos suspeitos. Destes, 1.512 foram descartados e outros 317 confirmados, ficando ainda 688 amostras em análise. A tendência, segundo os especialistas, é só aumentar o estado de contaminação social nos próximos dias.

Laboratório francês que no Brasil só existe no estado do Acre, o Charles Mérieux tem capacidade para produzir diariamente 95 resultados de amostras Foto: Odair Leal/Secom.

“Além de mais kits para realização de testes, o governo também adquiriu um robô que já está no estado e vai ajudar os profissionais a impulsionar o número de resultados das amostras que estão em análise. Se hoje nosso limite é 95, esse número pode chegar a 200 ou 300 resultados, com a ajuda do robô. Remunerando os voluntários e investindo na aquisição de equipamentos o governo não está medindo esforços para proporcionar um atendimento ágil e de qualidade”, explicou Thaís Bestene Lins, do Departamento de Apoio Diagnóstico da Sesacre.