Governo investe R$ 270 mil na compra da produção em Epitaciolândia

A compra antecipada de produtos da agricultura familiar vai atender cerca de 60 produtores de Epitaciolândia (Foto:Assessoria Seaprof)
A compra antecipada de produtos da agricultura familiar vai atender cerca de 60 produtores de Epitaciolândia (Foto:Assessoria Seaprof)

A compra antecipada de produtos da agricultura familiar vai atender cerca de 60 produtores de Epitaciolândia (Foto:Assessoria Seaprof)

A coordenação do Programa de Compra Antecipada da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) reuniu esta semana produtores, familiares e representantes de entidades beneficiadas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para dar inicio ao planejamento para a compra da produção no município de Epitaciolândia, que este ano tem previsão de recursos no valor de R$ 270 mil.

A compra antecipada de produtos da agricultura familiar vai atender cerca de 60 produtores no município. Os produtos serão doadas pelo governo a dez entidades socioassistenciais como creches, casas de recuperação e abrigos, que atendem 2.896 pessoas em insegurança alimentar.

A Pastoral da Criança é uma das entidades beneficiadas. Com os alimentos recebidos, a instituição garante a alimentação de 200 crianças que são atendidas na brinquedoteca. “Além disso mais 150 famílias recebem o alimento e sem essa ajuda estariam em situação ainda mais difícil”, disse Maria Ivana de Madalena, coordenadora da Pastoral da Criança.

O diretor de Logística da Produção da Separof, Roosevelt Matos, coordenou a reunião que contou também com a participação do prefeito,José Ronaldo Pereira Pessoa, do chefe do escritório da secretaria, Luiz Mendes da Silva, de representante de entidades socioassistenciais e de presidentes de associações de produtores.

O PAA disponibilizou para este primeiro semestre R$ 3 mil, na modalidade compra antecipada e com doação simultânea. A previsão de repasse para o segundo semestre é de R$ 12 mil.

Para participar do programa, o primeiro passo é estar associado a uma entidade, seja sindicato ou associação, e procurar um dos escritórios da Seaprof para cadastrar e identificar quais produtos podem ser disponibilizado para o programa. Atualmente, a lista inclui itens como maracujá, maracujá, limão, laranja, alface, repolho, couve, cebolinha, batata doce, macaxeira, pé de moleque, abóbora, banana, couve, cheiro verde.