Governo investe em criação de programa de design para o Acre

Diretores do Instituto Politécnico de Milão visitam o Memorial Chico Mendes em Xapuri (Assessoria IDM)

Diretores do Instituto Politécnico de Milão visitam o Memorial Chico Mendes em Xapuri (Assessoria IDM)

 

Durante a semana passada, o diretor do Instituto Politécnico de Milão, Arturo Bellavitis, e o representante do Instituto no Brasil, Roberto Galisai, visitaram o Acre com o objetivo de conhecer suas peculiaridades e potencialidades, visando apoiar o governo na construção de uma política de design para o estado.

Para a criação de um programa de design, o Acre firmou parceria com o Instituto Politécnico de Milão e tem como um dos principais fatores estruturantes a criação da Escola Acreana de Design, onde serão ofertados cursos técnicos em todas as áreas do design. O projeto para a criação da escola partiu da primeira-dama, Marlúcia Cândida, agora o governo inicia a fase de estruturação das demandas e elenca as prioridades de investimento.

“É necessário que se tenha mão de obra especializada em design para atender a demanda do estado, que é grande. Neste ponto, a escola terá papel crucial. Outra coisa importante é que o modelo do ensino de design atue conforme os precedentes do modelo de produção que o governo propõe: um modelo de preservação, em que se percebe que o maior valor do estado está no meio ambiente e na biodiversidade. É para a criação de uma Marca Acre que nós devemos trabalhar”, afirmou Roberto Galisai, representante da Escola Politécnica de Milão, no Brasil.

Arturo Bellavitis e Roberto Galisai: trilha na floresta e lições com primos de Chico Mendes (Assessoria IDM)

Arturo Bellavitis e Roberto Galisai: trilha na floresta e lições com primos de Chico Mendes (Assessoria IDM)

Os professores de Milão visitaram o Acre por três dias. Eles foram acompanhados pelo diretor-presidente do Instituto Dom Moacyr, Irailton lima. Na manhã de quinta-feira, 26, eles estiveram na Biblioteca da Floresta, onde puderam conhecer um pouco mais sobre a história acreana e sua política através de uma conversa com o jornalista Elson Martins e de uma apresentação feita pelo diretor-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas, Eufran Amaral. Durante a tarde, participaram de uma reunião com alguns secretários estaduais, onde foi apresentado o plano de governo do Acre e os projetos que estão em andamento.

“O Acre realmente tem um plano de gestão diferenciado. Não vimos em nenhum outro lugar do país um estado que se preocupe em desenvolver preservando o meio ambiente. A florestania é um conceito totalmente novo, que só existe aqui. Será muito bom explorar este conceito dentro da criação de uma Marca Acre”, afirmou Aturo Bellavitis, diretor da Escola Politécnica de Milão.

Na sexta-feira, 27, os professores conheceram a cidade de Xapuri acompanhados por Irailton Lima e pela Secretária de Turismo do Acre, Ilmara Lima. No município, o grupo visitou a fábrica de preservativos masculinos e conheceu toda a cadeia de produção. Em seguida foram ao Memorial Chico Mendes, onde conheceram Elenira Mendes, filha do líder seringueiro.

Elenira explicou sobre os objetos expostos no memorial, contando um pouco da história de seu pai e de sua família; mostrou também a casa onde moravam quando o pai foi assassinado. À tarde, o grupo foi conhecer a Pousada Seringal Cachoeira. Lá, provaram um pouco da comida regional e fizeram uma trilha ecológica acompanhados pelos primos de Chico Mendes, Antônio e Nelson Mendes, que ao longo do caminho ofereceram informações sobre a história, fauna e flora locais.

Segundo Arturo Bellavitis “a importância de se ter uma fábrica de preservativos que utiliza látex produzido por seringueiros locais é muito grande. Além de você gerar renda para esses seringueiros você gera vários empregos diretos na empresa, o que é muito benéfico para a cidade de Xapuri”, disse ele.

Arturo afirmou ainda estar impressionado com todas as histórias ouvidas durante a viagem: “Eu conhecia um pouco da história de Chico Mendes, mas da maneira como foi colocada aqui, não. Ter a história dele contada por sua filha é de um diferencial incrível. Não podemos esquecer que o potencial turístico da região também é muito grande”.

Na manhã de sábado, 28, Arturo e Roberto conheceram as indústrias da área de mobiliário de Rio Branco.  Visitaram também a Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (FUNTAC) e lá tiveram contato com pesquisas realizadas com produtos não madeireiros. “O potencial do Acre no setor mobiliário é incrível, precisamos começar a investir cada vez mais na melhoria do setor”, disse Roberto.

No mesmo dia, eles participaram de uma reunião na casa do governador Tião Viana na qual ficou acertado que o primeiro curso de design de móveis em Rio Branco será realizado em março, por meio de uma parceria entre governo e Instituto Politécnico de Milão. Inclusive a certificação será dada em conjunto. Durante a oferta do Curso de Design de Móveis o governo estará trabalhando em parceria com o Instituto Politécnico na criação de um programa de design para o Acre, incluindo as mais diversas áreas produtivas.

Durante a reunião o governador afirmou que “o trabalho em conjunto com o Instituto Politécnico de Milão na aplicação de um design avançado para nossos produtos, começando pelo mobiliário, é uma aposta no futuro. É a aposta em uma economia que produza muito e com elevado valor agregado, gerando oportunidade para mais e mais pessoas”.

“É necessário compreender que o design não é um estudo simplesmente da forma dada a produtos consumíveis. O design compreende toda uma coerência entre a forma como se desenvolve um projeto, o modo de produção deste projeto no meio em que está inserido, e a forma que se dá ao produto final. O design exige toda elaboração de uma política que seja coerente com os valores e objetivos que se têm. Neste sentido, digo que o Acre está no caminho certo, aqui temos tudo para criar uma Marca Acre muito forte”, disse Roberto Galisai, representante do Instituto Politécnico de Milão no Brasil.