cidadania

Governo inicia programa de emissão grátis de documento a vítimas das enchentes no Juruá

A cheia do Rio Juruá já afetou quase 30 mil cruzeirenses, que tiveram as residências invadidas pelas inundações, e mais de sete mil famílias estão vivendo em abrigos, sob tutela do poder público.

São números que refletem uma crise e que acendem um alerta para que todas instituições sociais, públicas ou privadas, mobilizem-se para resguardar os direitos humanos dos que estão desfavorecidos. Com base nisso, o governo do Acre, por meio do Instituto de Identificação da Polícia Civil, iniciou, nesta segunda-feira, 22, a ação solidária que permite, a vítimas das alagações em Cruzeiro do Sul, a expedição grátis da primeira via carteira de identidade (RG).

Governo oferta, gratuitamente, a emissão de carteira de identificação a jovens vítimas das enchentes. Foto: Marcos Santos

Segundo o delegado e responsável pelo programa, Vinícius Almeida, a equipe garante dar celeridade aos trabalhos para que, num curto período de tempo, os documentos estejam disponíveis. “Estamos seguindo a orientação do governador Gladson Cameli. O nosso intuito é de diminuir os prejuízos causados pelas cheias que assolam o nosso estado. Pretendemos, com a mobilização, trazer cidadania e dignidade aos que tanto sofrem neste momento”, afirmou.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil pretende beneficiar o maior de número de adolescentes que sofrem com as alagações. Foto: Marcos Santos.

A iniciativa pretende atender cidadãos com idade inferior a 18 anos e conta com a parceria da Prefeitura Municipal.

“Parabenizo o governador, porque essa é uma ideia que traz cidadania para as pessoas”, analisa o prefeito Zequinha Lima.

A autônoma Glauciane Amaral, abrigada na Escola Dom Henrique Ruth, diz que o governo garante, neste momento, toda assistência que eles precisam. “Agradeço ao governador por tanto nos ajudar. Isso é importante, porque o momento que estamos passando é muito crítico. Na minha família, quatro filhos meus serão beneficiados”, disse.

Governo garante toda assistência aos que precisam. Foto: Marcos Santos

O Instituto de Identificação se desloca aos abrigos e neles realiza as emissões, que pretendem beneficiar número máximo de adolescentes.