Ordem da estrela

Governo homenageia civis e militares da segurança pública com as maiores honrarias do Estado

Em uma emocionante cerimônia na tarde desta quinta-feira, 9, no Teatro Plácido Castro (Teatrão), o governador Tião Viana homenageou 62 pessoas, entre civis e militares, que compõem o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) com a medalha do Mérito Coronel Plácido de Castro e a Ordem da Estrela do Acre, as maiores honrarias do Estado.

As homenagens são uma forma de prestar grande agradecimento do governo do Estado às personalidades que realizaram um importante trabalho e contribuição para o desenvolvimento do Acre, representando sentimentos de respeito, admiração e reconhecimento.

“É um dia de gratidão a todas as pessoas que compõem o Sistema de Segurança Pública e outros civis que têm dado suas vidas na defesa da paz, da comunidade e valores, onde as pessoas não precisem enveredar pelo caminho da criminalidade. E essas pessoas merecem o nosso reconhecimento. O governo federal é omisso na defesa das fronteiras contra o narcotráfico, e esse é o gerador da violência. Nossas polícias fazem de tudo, mas não darão conta sem apoio federal”, ressaltou Tião Viana.

A solenidade também fez parte das comemorações dos 116 anos do início da Revolução Acreana, personificada na imagem do militar Plácido de Castro, herói acreano na luta do Estado para se tornar parte do Brasil e sair do domínio boliviano.

Em todas as instâncias

Entre os 62 homenageados, foram destaques servidores públicos civis de todo o Sisp, delegados da polícia, policiais militares, bombeiros e os comandantes de cada instituição, entre eles o coronel Marcos Kinpara (PM), coronel Carlos Batista (CB), delegado Carlos Flávio (PC) e o secretário Vanderlei Thomas (Sesp). Personalidades civis como o cantor Marcos Lessa também foram agraciados.

Tendo trabalhado por dez anos no Acre durante um período muito difícil da história do Estado com a presença do esquadrão da morte, o procurador federal Marcos Vinicius Macedo, que voltou para receber a Ordem da Estrela, não escondeu a satisfação.

“Hoje revejo amigos e pessoas que estão em cargos importantes, com os quais participamos no passado de várias articulações para tentar melhorar o Estado, mas, sobretudo, é um tempo de celebrarmos os 116 anos de Plácido de Castro. É um momento muito especial para mim, que levo não só com minha pessoa, mas para a instituição que represento”, contou Macedo.

Agraciado com a maior condecoração do Acre, o Grão-Cruz da Ordem da Estrela, o general do Exército Brasileiro José Eduardo Leal, comandante da 17ª Brigada de Infantaria e Selva, colaborou com um trabalho parceiro com o Estado que gera resultados e procura expandir o sentimento de proteção na Amazônia.

“Isso nos deixa felizes e honrados. É um reconhecimento do Estado do Acre não só à minha pessoa, mas à brigada, a todo o Exército Brasileiro. É a presença do Exército de Caxias neste Estado tão querido, nas ações de braço forte, no apoio à sociedade e à comunidade que fazem com que a gente aspire por um Brasil cada vez melhor”, destacou o general.