atendimento

Governo entrega cadeiras de rodas à Casa de Saúde Indígena de Rio Branco

Graças à parceria do governo do Acre e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) foi possível realizar a doação de 10 cadeiras de rodas à Casa de Saúde Indígena de Rio Branco, nesta quinta-feira, 27. A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) entregou cinco cadeiras de rodas para banho, e cinco para locomoção dentro da unidade.

“Nós recebemos os pacientes que vêm das aldeias para tratamento na capital. Então, esse apoio é fundamental para dar um melhor atendimento e cuidado a esses pacientes que estão há muitos dias longe de casa. Essa parceria com o Estado já se estende e está mais fortalecida agora. Então, só temos a agradecer”, acrescentou a coordenadora do Dsei Alto Rio Purus, Carla Mioto.

Entrega foi realizada nesta quinta-feira, 27. Foto: Taís Nascimento

Há poucos dias à frente do Núcleo da Pessoa com Deficiência, Mateus Henrique Costa destaca o esforço da gestão da Sesacre para garantir que todos tenham um atendimento humanizado.

“Nos organizamos para contribuir com a saúde da população. Com o apoio da secretária de Saúde Paula Mariano, conseguimos fazer com que os objetivos se concretizem, a exemplo dessa entrega que realizamos hoje”, destacou.

“Ninguém faz nada sozinho”, é o que enfatiza a titular da Saúde em suas palavras. “É uma grande satisfação poder concretizar cada sonho construído com o objetivo de atender de forma humanizada a nossa população”, acrescentou.

“A saúde indígena do Estado se consolidou e encontrou o caminho da cooperação. A gestão nos fortalece com ações efetivas diariamente, fazendo do Acre uma referência nacional no atendimento ao paciente indígena”, destacou o gestor do Núcleo de Saúde Indígena da Sesacre, Vanderson Brito.

Sobrevivente

Amazonas Kulina é natural do Rio Envira. Foto: Taís Nascimento

Morando há dois anos na Casai, Amazonas Ferreira Kulina foi o primeiro a inaugurar uma das cadeiras. Ele é tetraplégico e carrega consigo uma história de superação, pois chegou na unidade em 2020, no auge da pandemia de covid-19.

“Eu estou muito feliz, porque agora essa cadeira é mais confortável para eu andar e também ainda tem a de banho, que agora é apropriada”, contou.