inclusão social

Governo e Ifac firmam parceria e lançam Academia de Futebol

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), via Departamento de Esportes, e o Instituto Federal do Acre (Ifac) firmaram nesta semana uma parceria para lançar a Academia de Futebol,  uma espécie de escolinha de futsal. A solenidade de lançamento foi realizada no hall do estádio Arena da Floresta.

De acordo com o chefe do Departamento de Esportes da SEE, Júnior Santiago, o projeto irá atender, inicialmente, em torno de 500 estudantes, desde crianças a partir dos seis anos de idade a jovens de até 23 anos. Ao todo, serão dez núcleos espalhados tanto na capital quanto no interior do estado.

Academia de Futebol irá atender desde crianças a partir dos seis anos a jovens de até 23 anos. Foto: Departamento de Esportes/SEE

“Inicialmente, vamos começar as atividades da escolinha de futebol com seis núcleos, ficando quatro para serem implementados em um segundo momento”, faz questão de explicar o chefe de Departamento.

Por meio da parceria foram investidos em torno de R$ 400 mil para a aquisição de material esportivo e também para a contratação de profissionais, por parte do Ifac, os quais irão atuar nos núcleos onde a academia funcionar. O projeto irá atender, sobretudo, alunos carentes que não podem pagar uma escolinha.

“Essa parceria é extremamente importante para o esporte escolar e por meio dessa parceria com o Ifac a gente pode estar dando atenção a essas crianças e jovens, para que eles possam participar da escolinha no contraturno e  receber esse aprendizado”, afirma Santiago.

Projeto também contou com a aquisição de materiais esportivos. Foto: Departamento de Esportes/SEE

Um curso de capacitação dos profissionais que irão trabalhar nas escolinhas de futsal foi realizado entre os dias 25 e 29 de abril. “Foram cinco dias de capacitação com esses profissionais,  feita pela SEE em parceria com a Federação Acreana de Futsal, e a gente desenvolveu esse projeto,  que hoje é uma realidade, junto com o Ifac”, disse.

Além da cessão dos espaços para tornar a escolinha uma realidade, a parceria beneficiará os alunos da rede pública, por meio da inclusão social, permitindo que eles possam ter uma atividade física saudável no contraturno das aulas.