infraestrutura

Governo do Estado trabalha para homologar pista de Feijó junto à Anac

O governo do Estado está intensificando as obras de melhorias do aeroporto do município de Feijó para que o aeródromo ofereça boas condições aos usuários dos serviços e, a partir daí, possa receber a homologação da  Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Na segunda-feira, 14, além dos testes com a iluminação foi feita, por meio do Departamento de Estradas de Rodagens (Deracre), uma operação tapa-buracos utilizando asfalto frio.

Governo intensifica as obras de melhorias do aeroporto do município de Feijó Foto: Eudes Góes.

De acordo com o chefe da Divisão de Aeroportos do Deracre, Sócrates Guimarães, o Estado vem pleiteando há tempos junto à Anac a homologação do aeroporto. “Mas para que aconteça a certificação da estrutura é preciso que ela se encaixe perfeitamente nas normas pré-estabelecidas pela Agência”, enfatizou.

Sócrates Guimarães é chefe da divisão de aeroportos do estado do Acre Foto: Eudes Góes

O gestor explica que a iniciativa de mexer na estrutura do aeródromo nasceu de preocupação do governador Gladson Cameli em oferecer esta acessibilidade aos moradores. “Como Feijó fica entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul, o segundo município com maior densidade  populacional, uma logística de  transporte ajudaria a população em vários sentidos”, destacou.

Há, ainda, uma orientação por parte do governador de reformar o aeroporto faltando apenas ser dada a ordem de serviço para que uma empresa inicie os serviços, o que acontecerá em breve, segundo Guimarães.

“O Estado irá implantar voos noturnos para Feijó, e será uma grande conquista, pois o voo noturno é mais um componente para proporcionar conforto a população”, enfatizou. O aeroporto de Feijó tem a pista  ampla, sendo ela de 24 metros de largura por 1.200 metros de comprimento, fato que reforça ainda mais as condições de segurança”, destacou.

Sobre este mesmo assunto, a gestora do Deracre-Feijó, Claudia Braga, argumentou que a atitude de inserir voo noturno é bastante relevante, pois pode haver, inclusive, a necessidade de fazer um translado durante o período noturno, por meio do TFD. “E tendo esse serviço a gente fica mais tranquila”, defende a gestora do Deracre-Feijó, Claudia Braga.

O proprietário da Free Flay, Grupo de Balizamento Solar, José Gonçalves de Andrade, disse “que as luminárias são equipamentos são de última geração e que tem autonomia para aguentar 72 horas, precisando de apenas três para ser recarregado”.