Governo do Estado reforça segurança na fronteira com a Bolívia

Solenidade realizada nesta segunda-feira foi marcada pela implantação de um Batalhão, e posse de dois comandantes para a região

posse_comandante_brasileia_foto_angela_peres_00.jpg

Secretária Márcia Regina reforçou a importância das ações na região de fronteira do Estado (Foto: Angela Peres/Secom)

A implantação do 10° Batalhão da Polícia Militar e a instituição do município de Brasileia como sede da regional do Alto Acre reafirmam a política do Governo do Estado em trabalhar a segurança pública de forma regionalizada e integrada. A solenidade de posse dos comandantes do 10° Batalhão, Marcos Kimpara da Silva, e do Comando de Polícia Ostensiva 3, Amarildo Martins Camargo, aconteceu na tarde de segunda-feira em Brasileia e contou com a participação da secretária de Segurança Pública, Márcia Regina, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Romário Célio, e dos prefeitos de Brasileia, Leila Galvão,  e de Epitaciolândia, José Ronaldo.

"Os comandantes foram escolhidos em razão da capacidade técnica funcional e operacional. A população irá notar as mudanças nas áreas de policiamento ostensivo e fiscalização. Agora Brasileia passa a ter um batalhão e a ser sede uma regional a exemplo de Rio Branco e Cruzeiro do sul", destacou coronel Romário Célio. O comandante disse ainda que os investimentos do Pronasci e o reforço do efetivo irão contribuir para ampliar as ações de segurança na região.

"Nossa expectativa é desenvolver um bom trabalho ajudando para que os índices de criminalidade e violência reduzam. Uma de nossas primeiras ações será a realização de um estudo do policiamento para dificultar a saída ou a entrada de carros roubados, contrabando ou descaminho", salientou o comandante Kimpara.

A reestruturação da Segurança Pública permite que também a Polícia Militar tenha mais autonomia, aumentando assim a rapidez na tomada de decisão, os novos comandantes podem, por exemplo, movimentar o efetivo sem a autorização do comando.

Para a secretária Márcia Regina a descentralização garante o fortalecimento do trabalho na regional colaborando para o desenvolvimento de ações de forma preventiva. "As premissas da Polícia Comunitária começam a ser desenvolvidas nessa região".

Em relação às medidas que serão adotadas na fiscalização da ponte Wilson Pinheiro, a secretária informou que no próximo dia 3 a proposta será discutida. O gabinete de gestão integrada da Secretaria de Segurança, que conta com a participação de representantes do Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público, e autoridades dos municípios, já realizou alguns encontros para debater as melhores alternativas conjuntas e irá elaborar uma proposta concreta de ação na ponte.

A nova estrutura da polícia na região foi comemorada pelos prefeitos que recentemente se reuniram com a secretária para pedir medidas de segurança para a região. "O trabalho conjunto irá promover mais tranqüilidade na fronteira", disse Leilão Galvão. O prefeito de Epitaciolândia completou enfatizando que o fortalecimento do comando potencializa a presença da Polícia Militar na área.