fortalecimento e compromisso

Governo do Estado já contratou mais de 700 novos profissionais para atuar na Polícia Militar do Acre

“Sempre em frente defendendo o direito dessa gente” é verso de uma canção da Polícia Militar do Acre (PMAC) e diz muito sobre o papel dos militares na Segurança Pública. A corporação já conta com mais de 700 novos profissionais, desde 2019, convocados na gestão do Governador Gladson Cameli, sendo que 90 estão em formação e 184 iniciarão o Curso de Formação Militar (CFSD), em junho. Aproximadamente 500 desses novos profissionais faziam parte do cadastro de reserva.

Para a preservação da ordem pública e cumprindo o compromisso de fortalecer as forças estaduais de segurança, o governo do Acre, em todo o tempo, buscou um diálogo aberto com os aprovados no cadastro de reserva da corporação. Com isso, a Segurança tem recebido muitos investimentos, seja na qualificação profissional ou na convocação de pessoal, como é o caso da nova soldada Iriana Freire, da primeira turma de 2021.

Iriana Freire: “Resultado de muito esforço”. Foto: Diego Gurgel/Secom

A 1ª Turma do Curso de Formação Militar de 2021

Iriana participou de um ensaio fotográfico, nesta terça-feira, 24, com os outros novos soldados, e recordou a sensação de ler o nome no Diário Oficial: “É algo indescritível e resultado de muito esforço. Sempre foi uma meta ser servidora efetiva”.

O CFSD de 2021 foi iniciado em setembro e realizado no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública e Justiça (Cieps), com o apoio do comandante-geral da PMAC, Paulo César da Silva, e do subcomandante-geral, Luciano Dias.

O tenente Marcelo Cordeiro, coordenador da 1ª turma, ressalta: “Durante o curso os novos soldados foram empregados no policiamento ostensivo, atuando em diversas missões de reforço do policiamento, na capital e em praticamente todos os municípios do Alto Acre, Baixo Acre, Purus e Juruá”.

O tenente ainda conta que, entre as atividades curriculares, as disciplinas foram aplicadas em três módulos e totalizaram 54. Também foram ofertadas oficinas práticas e palestras, com carga de 2.115 horas-aulas. Na formação, foi dado destaque também ao estágio em Policiamento Comunitário aos novos soldados.

O novo grupo atuou nos batalhões operacionais, sendo parte do policiamento ostensivo, na modalidade a pé, e parte no policiamento embarcado, compondo a Rádio-Patrulha.

Fernando Barbosa é um dos novos soldados. Foto: José Caminha/Secom

“Sempre sonhei com o momento em que me tornaria policial, e quando vi meu nome no Diário Oficial senti um misto de felicidade e gratidão, pois consegui efetivar o objetivo de integrar a estimada Polícia Militar do Acre”, enfatizou o militar Fernando Barbosa.

O curso de formação busca desenvolver no aluno a resistência, a tolerância, a cooperação, a autoconfiança, o dinamismo, a liderança, o espírito de corpo, o equilíbrio emocional, a decisão, o respeito e a camaradagem.