monitoramento

Governo do Estado instala réguas para monitoramento do Igarapé São Francisco em Rio Branco

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e da Defesa Civil Estadual, com o apoio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), realizou no último sábado, 2, a instalação dos pontos de régua para o monitoramento no Igarapé São Francisco.

A ação irá ajudar no monitoramento da elevação do igarapé na cidade de Rio Branco. Os pontos vão facilitar as ações preventivas que a Defesa Civil pode realizar para evitar danos maiores às comunidades que residem ao longo do Igarapé São Francisco.

Estão sendo instalados três pontos de monitoramento, um na região do bairro Distrito Industrial, perto da BR-364, o segundo nas proximidades do bairro Mocinha Magalhães, e o terceiro ponto será instalado na segunda-feira, 4, na região próximo ao Horto Florestal. O monitoramento será feito de forma voluntária por moradores que residem nas proximidades onde ficam os postos de régua.

Monitoramento será feito de forma voluntária por moradores que residem nas proximidades onde ficam os postos de régua. (Foto: Alexandre Noronha/Sema)

A secretária do Meio Ambiente, Julie Messias, que está em ação de suporte às vítimas da cheia dos rios no município de Porto Walter, ressaltou a importância da instalação das réguas e da colaboração voluntária de moradores.

“A nossa intenção é buscar mitigar os impactos e, ao mesmo tempo, ter um alerta da rápida evolução do Igarapé São Francisco. O monitoramento realizado de forma colaborativa vai subsidiar as autoridades nas tomadas de decisões e permitir respostas e ações mais ágeis”, disse.

O coronel do Corpo de Bombeiros James Gomes destacou que a instalação é uma solicitação da população que vai beneficiar a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) com as informações para tomada de decisões.

“Essa ação é uma ação conjunta entre a defesa civil estadual e a Sema. Porém, as informações e os dados que serão gerados vão beneficiar toda a população por meio da defesa civil municipal, que vai colaborar com a divulgação das informações para a população”.

O Estado vem trabalhando para buscar alternativas para a revitalização do Igarapé São Francisco, avaliando as possibilidades de intervenção, adaptação e recuperação da região.