comércio exterior

Governo do Acre e Assembleia Legislativa alinham agendas estratégicas para o corredor interoceânico

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), e a Assembleia Legislativa do Estado (Aleac) alinharam na manhã desta segunda-feira, 19, uma agenda estratégica de promoção do estado no corredor interoceânico. A reunião de trabalho foi realizada no gabinete do presidente da Aleac, deputado Luiz Gonzaga (PSDB), contou com a participação do primeiro secretário da Casa, deputado Nicolau Junior (Progressistas) e do titular da Seict, Assurbanipal Mesquita.

Governo e Aleac vão buscar soluções para demandas apresentadas por empresários visando o fortalecimento de exportações e importações. Foto: Assessoria Aleac

Com vistas de integrar negócios com a China e todo o Pacífico, as instituições vão reunir com parlamentares e federações ligadas à indústria, com o comércio, o setor do agronegócio e o Sebrae nos estados de Rondônia e Mato Grosso.

“A formatação desse projeto de integração regional e de relações bilaterais com Peru e Bolívia conta com ampla participação política. Debatemos a importância do corredor bioceânico durante o Encontro do Parlamento Amazônico em Rio Branco. Agora, vamos em busca de fortalecer essa ideia nos estados que também têm interesses econômicos. Acrescenta-se nesse esforço as federações e as associações”, explicou Assurbanipal Mesquita.

As demandas apresentadas nas visitas técnicas realizadas no setor alfandegário durante o mês de maio serão apresentadas junto à bancada federal. O presidente da Aleac quer reunir forças políticas para o desentrave de gargalos históricos, entre eles o de inspeção animal realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), nas fronteiras do Brasil com Bolívia e Peru.

“Recebemos do secretário Assurbanipal Mesquita o relatório que mapeia as dificuldades encontradas para o fortalecimento do comércio exterior. A ideia é construir politicamente as alternativas que possam ajudar o empresário que deseja exportar e importar produtos acreanos ou que queira utilizar essa rota para o Pacífico via BR-317”, destacou Gonzaga.

Outra ação pontual apresentada é o intercâmbio com empresários peruanos e bolivianos na Expoacre 2023 e durante a Expoalimentária Peru 2023, eventos que serão realizados em agosto e setembro, respectivamente.

“Graças ao esforço do governador Gladson Cameli e às transformações no setor do agronegócio, essa é uma rota consolidada. Nosso trabalho é no sentido de aumentar o volume de exportações e importações, visando a geração de mais emprego e renda, consequentemente, o desenvolvimento tão sonhado”, acrescentou Mesquita.