Governo beneficia dois mil alunos com doação de alimentos no Caquetá

Lourival Marques participou do lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos na Vila Caquetá (Foto: Leônidas Badaró)
Lourival Marques participou do lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos na Vila Caquetá (Foto: Leônidas Badaró)

Produtores familiares e escolas da Vila do Caquetá, localizada às margens da BR-317, quilômetro 72, são beneficiados pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Somado o número de alunos das quatro escolas, são quase dois mil estudantes atendidos com o reforço dos produtos do PAA na merenda escola.

A edição deste ano reservou uma boa surpresa para a comunidade. Até o ano passado, a região era vinculada à capital acreana. Ou seja, os produtores eram obrigados a vir a Rio Branco entregar os produtos, e depois os alimentos retornavam às escolas que são atendidas pelo programa.

No lançamento do PAA, realizado nesta segunda-feira, 15, a vida de agricultores e entidade ficou mais fácil. Agora, a produção dos 40 agricultores cadastrados na região será entregue direto às quatro escolas rurais da localidade.

Maria das Dores Gadelha, presidente da Associação de Produtores Rurais Nova Esperança, elogiou a decisão da coordenação do PAA. “Facilita muito a nossa vida. A gente ia até Rio Branco entregar os alimentos que já podiam atender a demanda das nossas escolas. É muito gratificante saber que o alimento que sai da nossa terra é o mesmo que vai alimentar nossos filhos.”

Investimento do PAA na Vila do Caquetá é de R$ 60 mil

Representantes das escolas beneficiadas pelo programa agradecem pela possibilidade de reforçar a merenda de dois mil alunos (Foto: Leônidas Badaró)
Representantes das escolas beneficiadas pelo programa agradecem pela possibilidade de reforçar a merenda de dois mil alunos (Foto: Leônidas Badaró)

A maior das quatro escolas beneficiadas é a União e Progresso, que tem mais de 600 alunos. A diretora, Eliana Alves, comemorou a chegada dos produtos. “Aqui é uma região rural e alguns dos alunos saem de casa muito cedo para conseguir chegar à escola no horário correto e não se alimentam de forma adequada”, explica.

Lourival Marques, gestor da Seaprof, participou do lançamento do PAA na Vila Caquetá. “Nosso objetivo é facilitar ao máximo a vida do produtor e das entidades. Desmembrando essa região de Rio Branco, conseguimos fazer com que os produtos cheguem ainda mais frescos às escolas”, ressaltou.

O investimento do Programa de Aquisição de Alimentos na região é de R$ 60 mil.