Governo assina ordem de serviço para reforma no prédio de diretoria do Tribunal de Justiça

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), assinou na manhã desta segunda-feira, 20, uma ordem de serviço para reforma e adequação no prédio da Diretoria de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), em Rio Branco. O investimento para a intervenção é de mais de R$ 1,7 milhão, oriundo de recurso próprio do Estado, e garantirá um ambiente mais salubre aos servidores do órgão e usuários do serviço.

Estado investe em reforma e adequação no prédio do setor de tecnologia do TJAC. Foto: Jean Lopes/Seinfra

O titular da Seinfra, Cirleudo Alencar, acompanhado da equipe técnica da Engenharia e da Assessoria Jurídica, esteve reunido com a governadora em exercício e presidente do TJAC, desembargadora Waldirene Cordeiro, e com o coordenador-geral da Justiça, Élcio Mendes, para a realização do ato no Tribunal de Justiça. A obra será iniciada na próxima semana e a previsão é de que seja concluída em três meses.

Titular da Seinfra assina ordem de serviço junto à governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro. Foto: Jean Lopes/Seinfra

“O fortalecimento das entidades é uma marca deste governo. É uma honra podermos juntar forças para buscar o melhor atendimento e funcionalidade dos trabalhos aqui no Tribunal de Justiça. Afinal de contas, aqui é onde ocorre a fase final de todos os anseios que são buscados. O governador Gladson Cameli tem nos orientado a atender, sempre de prontidão, as demandas do Judiciário”, ressaltou Alencar.

Obra deixará ambiente na Ditec mais salubre, contemplando funcionários e usuários do serviço. Foto: Jean Lopes/Seinfra

A governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, exaltou o empenho do governo do Acre, por intermédio da Seinfra, para assinar o termo que assegura o início de uma obra tão esperada pelos servidores do TJAC.

“Vamos colocar toda a nossa parte de tecnologia nesse espaço. Nossa gratidão ao governador Gladson Cameli e ao secretário Cirleudo Alencar, que têm nos auxiliado e prestado todo o apoio necessário. A obra vai atender a todos os nossos anseios que estão recluídos há mais de dez anos”, frisou a desembargadora.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest