parceria

Governo alinha ações ambientais e do agronegócio familiar na região do Alto Acre

Técnicos das prefeituras de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri serão capacitados no Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma)

Descentralizar e promover o acesso aos serviços ambientais sem burocracia. É com esse propósito que a gestão ambiental do governador Gladson Cameli vem atuando em todas as regionais do Acre. E para aproximar o produtor rural das ações do Meio Ambiente, o governo, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), vem realizando articulações importantes para apresentar os projetos e envolver os gestores municipais no processo.

Secretário se reuniu com representantes da prefeitura de Brasileia. Foto: Katiúscia Miranda/Sema

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, visitou todas as prefeituras do Alto Acre durante esta semana, conversando com representantes das pastas do Meio Ambiente e Agricultura. Entre os projetos, que inclusive contam com obras estruturantes para a região do Alto Acre, estão a implementação do Centro Integrado de Meio Ambiente, ações da carreta ambiental, além de investimentos para o desenvolvimento da agricultura familiar.

Com uma emenda no valor de R$ 7,3 milhões, alocada este ano de 2021 na Sema pela deputada federal Vanda Milani, o governo vai trabalhar para o desenvolvimento da agricultura familiar e Programa de Regularização Ambiental (PRA).

Com a implementação dos centros integrados, no caso do Alto Acre, um no município de Brasileia e outro na OCA de Xapuri, a população terá acesso mais facilitado a serviços, a exemplo de licenciamento e outorgas, bem como informações sobre regularização fundiária. Serviços de várias instituições do governo estão disponíveis nesses centros que já estão sendo implementados também em Cruzeiro do Sul, Feijó, Sena Madureira e Rio Branco.

“Estamos fortalecendo as relações com os municípios para melhorar ainda mais o atendimento à população. Temos o desafio de construir uma nova visão, a de que o Meio Ambiente não pauta o agronegócio, mas dá todo o suporte necessário para que ele se desenvolva. O governador trabalha arduamente para isso, para que o Acre tenha desenvolvimento com sustentabilidade”, disse Israel Milani.

Secretário de Meio Ambiente de Epitaciolândia solicitou a parceria da Sema para desenvolver um projeto de arborização urbana. Foto: Katiúscia Miranda/Sema

O secretário municipal de Meio Ambiente de Brasileia, Zico Rocha, agradeceu pela parceria do Estado. “Estamos com muitos projetos importantes que envolvem aspectos fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população, a exemplo da destinação dos resíduos sólidos. Essa descentralização é necessária para o crescimento de todos”.

Já o secretário municipal de Meio Ambiente de Epitaciolândia solicitou a parceria da Sema para desenvolver um projeto de arborização urbana. “A presença do governo nos municípios só nos fortalece”.