Governador anuncia data para a inauguração do Complexo de Piscicultura

A chegada da caldeira que faz parte do maquinário do Complexo de Piscicultura, instalado às margens da BR-364, possibilitou que o governador Tião Viana anunciasse, nesta sexta-feira, 25, a empresários, lideranças rurais e políticas do Estado, que o local será inaugurado no primeiro semestre deste ano.

“A unidade industrial de ração deve ser inaugurada por volta do dia 20 de maio e o frigorífico, por volta do dia 20 de junho, quando nós esperamos, inclusive, a vinda da presidente Dilma. Isso fará com que esteja completo um novo momento econômico do Acre, por meio da piscicultura”, afirmou o governador.

Complexo foi visitado por autoridades que elogiaram iniciativa do governo acreano (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Complexo foi visitado por autoridades. que elogiaram a iniciativa do governo acreano (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

A expectativa de Tião Viana é de que o Acre ganhe destaque como exportador de peixes. O governador lembrou que, para concretizar esse projeto, foram enfrentados muitos desafios – um deles foi o translado da caldeira, que passou 30 dias em Rondônia por não haver condições de ser transportada via BR-364, que estava inundada.

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Edvaldo Magalhães, destaca que o empreendimento está na fase final do projeto com a montagem dos equipamentos para entrar na fase pré-operacional. “Há uma expectativa muito grande por parte dos produtores.”

Um empreendimento para orgulhar o Acre

Entre os visitantes do empreendimento estava o presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Acre e Rondônia (TRT AC/RO), desembargador do trabalho Ilson Pequeno Júnior.

“Estou presenciando um marco histórico do Acre. É um projeto visionário, que com certeza, gerará empregos. São 1.800 empregos diretos, além dos indiretos, fomentando uma parceria público-privada de sucesso e é o maior projeto da Amazônia brasileira”, observou.

Com expectativa de ver a piscicultura consolidar-se definitivamente no estado, o empresário José Augusto de Faria conta que está fazendo a aquisição 200 mil alevinos de surubim e outros 27 mil alevinos de pirarucu.

“Nós temos solo bom para piscicultura, impermeabilidade, temperatura, boa água, de forma que o volume gasto para a criação de uma tonelada de peixe é inferior ao de uma tonelada de boi. O Acre tem tudo para se tornar um dos grandes produtores mundiais de peixes de água doce. Peixe é comida, é proteína, não tem como errar”, completou José Augusto Faria.

Marcus Alexandre, prefeito da capital, classifica o empreendimento como um “presente para a economia da capital. O governador e os empresários estão de parabéns pelo arrojo”.

Galeria de imagens