investimento

Gladson Cameli e Major Rocha entregam escolas cívico-militares em Senador Guiomard

Colégios fazem parte de programa do governo Bolsonaro; uma das escolas foi construída do zero pelo governo Gladson Cameli a um custo de R$ 4 milhões

Escola Aldaci Simões da Costa foi inaugurada nesta quarta-feira, 18, em Senador Guiomard, e será uma da primeiras na modalidade cívico-militar (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Foi uma festa para entrar para a história a entrega das duas primeiras escolas cívico-militares, pelo Governo do Estado do Acre, na manhã desta quarta-feira, 18, em Senador Guiomard. O município, distante 25 quilômetros de Rio Branco, é o primeiro contemplado com o modelo de educação que combina gestão civil com didática pedagógica militar, como parte do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares do Governo Federal.

Governador Gladson Cameli descerrou também a placa inaugural da escola 15 de Junho, com as demais autoridades estaduais e a senadora Mailza Gomes; a escola é uma das primeiras a ser inaugurada na modalidade cívico-militar (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Na primeira parte da solenidade, o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha e o secretário Mauro Sérgio da Cruz (Educação e Cultura) inauguraram a escola Aldaci Simões da Costa, que em 2020 atenderá aos estudantes do ensino médio. A instituição foi construída pelo novo governo Gladson Cameli a um custo de mais de R$ 4 milhões.

Governador fala para a comunidade escolar e a população de Senador Guiomard, em inauguração de escolas cívico-militares (Foto: Diego Gurgel/Secom)

O segundo momento aconteceu na escola 15 de Junho, que recentemente passou por uma reforma para também tornar-se instituição de ensino cívico-militar para jovens do ensino fundamental.

O pioneirismo do Acre na implantação desse novo modelo de escola é considerado tão importante pelo governo do presidente Jair Bolsonaro que o Ministério da Educação e Cultura (MEC) enviou ao Acre Cristiane Antunes, subsecretária de Fomento das Escolas Cívico-Militares do MEC.

O governador Gladson Cameli fez um agradecimento especial ao governo federal que, na sua opinião, tem sido um grande amigo do povo do Acre, atendendo de forma rápida e sem entraves todos os pedidos de benefícios públicos, como por exemplo a liberação de recursos para obras que melhorem a vida dos acreanos.

“Ele [o presidente Bolsonaro] tem reconhecido todas as nossas dificuldades e tem nos ajudado. E vocês da Educação, só me aguardem um pouco mais, porque vocês terão em muito breve o reconhecimento que tanto merecem do nosso governo”, afirmou Cameli, depois de explicar que o ano de 2019 foi praticamente para sanar dívidas, cobrindo rombos deixados pela administração do governo do PT, que passou 20 anos no poder.

Vice-governador Major Rocha afirmou ter orgulho das escolas militares, em discurso de inauguração das escolas cívico-militares em Senador Guiomard (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Cameli agradeceu ainda ao vice-governador Major Rocha, grande incentivador da criação das escolas militares. “Sem o apoio dele, a quem tenho como irmão, tudo seria muito mais difícil de se concretizar”, frisou o governador.

Cristiane Antunes, subsecretária de Fomento das Escolas Cívico-Militares do MEC, diz que o Acre é um dos primeiros a adotar o programa (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Para a representante do governo federal, as escolas cívico-militares têm demonstrado resultados significativamente positivos, em todo o país. “E parabenizo ao Acre pela adesão, o primeiro estado a participar do edital do novo programa. Estou aqui para encorajar todos – pais, educadores e estudantes – a abraçar esse projeto que tem demonstrado resultados maravilhosos [nos 15 estados e no Distrito Federal]”, destacou Cristiane Antunes. Pelo menos 54 escolas já aderiram ao programa da União.

Nas palavras do secretário de Educação, Mauro Sérgio da Cruz: “Educação se faz superando os desafios. E todos os dias, temos novos desafios, que são superados com união, com a vontade e o desejo de que as ações sejam realizadas”.

Autoridades do governo federal; o prefeito de Senador Guiomard, James Gomes; o vice-governador Major Rocha; o governador Gladson Cameli; a senadora Mailza Gomes e secretários de estado participaram da entrega das escolas cívico-militares em Senador Guiomard (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Em 2020, serão inauguradas oito escolas militares no Acre, incluindo uma a ser entregue em janeiro próximo, no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul, considerada uma das áreas mais violentas do município, e outra, em data ainda a ser definida, no município de Porto Walter.

Escola leva o nome de professor e homem público carismático

Sob os acordes da Banda Mirim do Colégio Militar Tiradentes, a cerimônia começou com uma reverência ao Hino Nacional. Depois, um histórico da vida do professor Aldaci Simões da Costa foi lido pelo cerimonial.

Formado em outubro de 1950 em estudos sociais, Costa foi servidor público na área administrativa da Secretaria de Estado de Educação. Em julho de 1974, entrou para o magistério, tendo lecionado a disciplina de geografia na escola 15 de Junho, que ora também torna-se escola cívico-militar.

Governador Gladson Cameli com alunos e um oficial do Colégio Tiradentes; meninos levaram banda da escola para prestigiar inauguração de escolas cívico-militares (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Em 1979, elegeu-se vereador em Senador Guiomard, tornou-se presidente da Câmara de Vereadores e foi prefeito em exercício da cidade.

Na solenidade de inauguração, a viúva, professora Helena Costa, agradeceu “a Deus, ao governador Gladson Cameli e ao vice-governador Major Rocha, pela homenagem”.

“Ele nos deixou um testemunho de vida, como bom pai, bom filho, irmão e profissional e a palavra neste momento é de muita gratidão pelos senhores estarem honrando a família Simões da Costa. O nosso muito obrigado”, frisou a professora Helena.

O que disseram as autoridades

“Como militar que fui, entendo que esta é uma maneira saudável, interessante e muito eficiente de oferecermos uma educação à altura do que merecem as nossas crianças e jovens. Tenho muito orgulho do compromisso do governador Gladson Cameli com a escola militar e os índices só têm nos mostrado que a escola militar é um dos melhores caminhos para a disciplina, a hierarquia e absorção dos valores humanos mais nobres”

Major Rocha, vice-governador do Estado do Acre

“Conseguimos concluir a obra da escola de forma rápida, acelerando o fluxo dos serviços e tendo ganho de tempo, uma característica hoje do governo Gladson Cameli, que não pode esperar dez anos, como aconteceu com o Pronto Socorro de Rio Branco, para que as obras saiam da planta”

Thiago Caetano, secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano

“Como senadora, foi um dos primeiros pedidos que fiz ao governador Gladson Cameli, que implantasse uma escola militar em Senador Guiomard, porque sabemos que os pais pedem e os jovens adorariam estudar num colégio militar. Tive também a alegria de conhecer o professor Aldaci, um homem que muito contribuiu para a educação de Senador Guiomard”.

Senadora da República Mailza Gomes