Funtac completa 29 anos de inovação tecnológica no estado

Fundação comemora 29 anos (Foto: Alexandre Noronha/Secom)
Fundação comemora 29 anos (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

Neste sábado, 24, a Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) comemora o seu 29° aniversário. São quase três décadas de experiências inovadoras, com foco no desenvolvimento da ciência e tecnologia no estado.

Com políticas estratégicas de elaboração de pesquisas, sobretudo, com o envolvimento de comunidades extrativistas no tocante à utilização dos insumos florestais, a instituição avançou nos últimos anos em diversas frentes do trabalho de campo.

Pesquisas subsidiam transferência de tecnologia para empresas (Foto: Angela Peres/Secom)
Pesquisas subsidiam transferência de tecnologia para empresas (Foto: Angela Peres/Secom)

Prova disso são as linhas de cosméticos produzidas a partir da manipulação de óleos vegetais.

Em parceria com cooperativas, por exemplo, constantemente são realizadas capacitações e oficinas para apresentar os experimentos com ativos amazônicos.

Também é no Laboratório de Produtos Naturais (LPN) que a Funtac disponibiliza o serviço de análise físico-química e microbiológica de água e alimentos à comunidade.

Essa relação custo-benefício tem se fortalecido a cada dia junto ao setor empresarial, uma vez que o órgão é habilitado para fornecer o laudo técnico do controle de qualidade de produtos.

Funtac dispõe de diversos laboratórios (Foto: Alexandre Noronha/Secom)
Funtac dispõe de diversos laboratórios (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

É a partir do trabalho realizado pelas centenas de profissionais da instituição distribuídas em diversas áreas e setores, o governo do Estado, por meio da fundação, pode repassar a transferência de tecnologias para o setor produtivo e industrial.

Durante a Expoacre este ano, dois termos de transferência foram assinados nesse sentido: um com a empresa Sabonetes da Amazônia – que produz e distribui minissabonetes para o setor hoteleiro e quer expandir sua produção e começar a fabricar xampus e condicionadores a partir de óleos extraídos de produtos naturais da Amazônia, e outro com a Cooperativa de Moveleiros de Rio Branco, a Coopflora, que está autorizada a comercializar peças em madeira confeccionadas com a parceria da Funtac e profissionais da área de design.

Estudantes recebem apoio da Funtac para desenvolverem projetos (Foto: Cedida)
Estudantes recebem apoio da Funtac para desenvolver projetos (Foto: Cedida)

Mais que desenvolver projetos, a Funtac tem o objetivo de despertar o interesse da sociedade para os assuntos voltados à ciência e à tecnologia.

É por esse motivo que cada vez mais há atividades sendo executadas junto ao público estudantil, como o recolhimento de óleo residual de frituras para servir como matéria na produção de biodiesel, evitando impactos ambientais.

Durante as atividades da Semana de Ciência e Tecnologia este mês, estudantes fizeram a apresentação do resultado da coleta durante o Viver Ciência.

Serviços tecnológicos

A Funtac dispõe de laboratórios de solo, asfalto, cerâmica e concreto totalmente equipados.

Além de dar suporte às ações de controle de serviços tecnológicos de obras civis públicas e privadas, o órgão realiza pesquisas na busca de materiais alternativos para a composição de camadas de pavimentos, que possam substituir a importação de material de outros estados, visando assegurar a qualidade das obras e a redução de custos.

Bambu como aposta de inovação

Linha de cosméticos à base de bambu (Foto: Arison Jardim/Secom)
Linha de cosméticos à base de bambu (Foto: Arison Jardim/Secom)

Nos últimos anos, o Acre deu passos largos na utilização da fibra, que possui alto valor agregado tanto na área da engenharia quanto da cosmética: o bambu.

A Funtac vem realizando uma série de pesquisas relacionadas à matéria-prima, que é a aposta do século nos campos científico e industrial.

Recentemente, a Funtac participou da programação do Dia do Bambu, alusivo à 28ª Semana de Engenharia e Tecnologia, realizado pela Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

Protótipo de abrigo sustentável com bambu (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Protótipo de abrigo sustentável com bambu (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Foi uma oportunidade para mostrar, sobretudo, o resultado do que o estado desenvolve na área, como os protótipos de abrigo sustentável produzidos com bambu nativo, voltados a usuários do transporte coletivo. A ideia do projeto, que em breve deve ser executado, é aproveitá-lo em paradas de ônibus de Rio Branco.

E é assim em diversos campos de atuação que a Funtac consolida a sua história, dando sua contribuição científica e tecnológica à Amazônia.