balanço

Fundhacre já realizou mais de mil atendimentos médicos no ambulatório de transplantes em 2022

O ambulatório de transplante hepático da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) realiza atendimentos de forma semanal e mensal voltados para pré-operatórios e pós-transplantados. Ao longo de 2022, já foram realizados 1.609 atendimentos médicos no local. O ambulatório mensal do mês de outubro foi realizado nos dias 27 e 28, quando foram atendidos pelos especialistas 72 pacientes. E ao todo, juntamente com os ambulatórios semanais, foram atendidos no decorrer do mês de outubro 168 pacientes.

Fundhacre já realizou mais de 1 mil atendimentos médicos no ambulatório de transplantes só em 2022. Foto: Gleison Luz

Os atendimentos ocorrem mensalmente com o médico itinerante, cirurgião do aparelho digestivo e transplante de órgãos abdominais, responsável técnico da equipe de transplante de fígado, Tércio Genzini. Já na semana, às terças e quintas, com o médico cirurgião do aparelho digestivo e transplantes Aloysio Coelho.

O atendimento ambulatorial pós-transplante ocorre de forma semanal e mensal. Foto: Gleison Luz

“O transplante no Acre é uma conquista. Nosso compromisso com a sociedade é de melhoramento dos nossos serviços. Hoje, o ambulatório de fígado faz parte do ambulatório da Fundhacre, juntando as nossas especialidades. Essa gestão tem um compromisso com esse serviço, com a garantia da assistência à nossa população”, destacou a chefe do Planejamento, Duciana Araújo.

“Essa gestão tem um compromisso com esse serviço, com a garantia da assistência à nossa população”, destacou a chefe do Planejamento, Duciana Araújo. Foto: Gleison Luz

“O nosso foco é sempre o bem-estar do paciente com melhoria na assistência à população. Os pacientes aqui no Acre são atendidos tanto na pré-cirurgia quanto no pós-operatório, que seria o atendimento ambulatorial”, afirma o responsável técnico da equipe de transplante de fígado, Tércio Genzini.

“Nosso foco é sempre o bem-estar do paciente com a melhoria na assistência à população,”, afirma responsável técnico da equipe de transplante de fígado Tércio Genzini. Foto: Gleison Luz

O ambulatório conta com uma equipe multidisciplinar especializada em transplantes, com atendimento de enfermagem, na área de psicologia e apoio administrativo para agendamento de exames. O acesso ao atendimento com esses especialistas ocorre por meio de encaminhamento médico para avaliação de transplante ou cirurgia hepatobiliopancreática.

O atendimento para agendamento é a livre demanda, de segunda a sexta, na sala de transplantes da Fundhacre. O serviço atende pacientes referenciados via Sistema Único de Saúde (SUS) de todo o Brasil e até mesmo do exterior.

O receptor Valdécio da Silva Gomes, 41 anos, realizou o procedimento de transplante no dia 7 de abril. Ao todo, foram nove dias de internação, com uma recuperação rápida.

“Só tenho gratidão por tudo. É uma equipe muito profissional que tem cuidado com todos”, destacou o paciente transplantado, Valdécio Gomes. Foto: Gleison Luz

“O cuidado em si, o acompanhamento da recuperação tem sido bem organizado. Os especialistas têm todo um cuidado, me informam de tudo, as datas para fazer os exames, consultas. Em qualquer dúvida que tenho eles estão prontos para me atender. Só tenho gratidão por tudo. É uma equipe muito profissional que tem cuidado com todos”, destacou o paciente.

Claudionor da Silva Freitas, 61 anos, transplantado de fígado há 1 ano e 11 meses. Foto: Gleison Luz

Claudionor da Silva Freitas, 61 anos, transplantado de fígado há 1 ano e 11 meses, teve sua cirurgia realizada em 6 de novembro de 2020. “Eu comecei a fazer meu tratamento no hospital em 2013. Já estamos em 2022, e eu só tenho a agradecer. Sou bem tratado, bem acolhido. Eles são especiais”, encerrou.