Festival Pachamama abre inscrições para oficinas de fotografia e montagem

(Foto: Cedida)
Cineasta Renato Vallone ministrará oficina sobre montagem (Foto: Cedida)

As inscrições para oficinas de fotografia e montagem, que serão realizadas durante o Festival Pachamama, estão abertas.

Os cursos serão ministrados, respectivamente, pelos cineastas Renato Vallone e Pedro Von Krüger.

Para participar, os interessados devem preencher um formulário eletrônico no site da Usina de Arte.

As matrículas estão abertas até quarta-feira, 16. Cada um dispõe de 20 vagas, e são direcionadas a iniciantes e profissionais de audiovisual.

(Foto: Rogério von Krüger)
Pedro Von Krüger ministrará oficina sobre fotografia, entre os dias 21 e 25 (Foto: Rogério von Krüger)

A oficina de fotografia será com o baiano Pedro Krüger, entre os dias 21 e 25 de novembro, das 9 às 12h, na Filmoteca Acreana da Biblioteca Pública.

O cineasta é responsável pela fotografia de renomados filmes nacionais, tais como “Cazuza – O Tempo Não Para” e “Tropa de Elite” 1 e 2. Serão quatro módulos, divididos em teoria e prática, no qual será executado no estúdio da TV Aldeia.

Já a de montagem será com o carioca Renato Vallone, que trabalhou em filmes como “Jards” e “Cinema Novo”.

O curso será entre os dias 21 e 23, no prédio do Serviço Social do Comércio no Acre (Sesc), localizado no Centro de Rio Branco.

O programa inclui técnicas e uso de programas de edição, além de pós-produção para TV e vídeos sob demanda, a exemplo da Netflix.

Sobre o Pachamama

A sétima edição do Festival Pachamama será realizada em Rio Branco entre os dias 19 e 26 de novembro.

Com o tema “Cinema de Fronteira para um Mundo sem Nenhuma”, o evento trará em sua programação sessões de filmes latinos, oficinas de formação, palestras, lançamento de livros e homenagens a ilustres colaboradores.

Ao todo, serão exibidas 60 obras de 11 países, voltadas totalmente para o público infantil e adulto. Haverá, ainda, 12 mostras, sendo três competitivas nas categorias Longa, Curta e Cinema Comunitário.

O festival conta com apoio do governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM) e Saci – Conteúdo em Movimento, com produção da Yaneramai Filmes e do Ministério da Cultura.