espaço revitalizado

Exposição sobre a emancipação do Acre ocorre na Galeria de Arte Juvenal Antunes no aniversário do Estado

O Governo do Estado do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), reinaugurou a Galeria de Arte Juvenal Antunes, durante as comemorações do aniversário de 60 anos de emancipação do Acre, neste 15 de junho, destacando o talento do artista plástico Rivasplata, que retratou, através de suas obras, o processo de independência do estado. A exposição está aberta ao público e se estende do dia 15 ao dia 24 de junho.

Governador do Estado do Acre Gladson Cameli, Presidente da Fundação de Cultura Elias Mansour Manoel Pedro e o artista visual Rivasplata. Foto: Diego Gurgel/Secom

O objetivo da exposição é trazer conhecimento local acerca da própria história. O artista plástico é natural do Peru, entretanto, vive há várias décadas no Brasil e, assim, consolidou sua arte no estado. Sobre a exposição ele destaca: “É uma honra para mim homenagear o estado ao qual moro há tantos anos, trazer a história do Acre através da arte é de enorme satisfação e importância para mim”.

Governador do Estado do Acre Gladson Cameli, e artista visual Rivasplata. Foto: Diego Gurgel/Secom

A Galeria de Arte Juvenal Antunes é um espaço referência das artes visuais acreanas. Possui como objetivo reunir, num só espaço, obras de diversos segmentos, a fim de difundir e revelar novos talentos. Fundada em 2006, está localizada no prédio do antigo Hotel Madrid, e faz parte do complexo histórico do Calçadão da Gameleira, junto ao Cine Teatro Recreio.

Galera Juvenal Antunes reabre ao público após o período pandêmico. Foto: Diego Gurgel/Secom

Nomeada em homenagem ao poeta homônimo, a Galeria Juvenal Antunes reabre ao público após o período pandêmico e um importante processo de revitalização, que garantiu mais comodidade aos artistas e à sociedade acreana.

Após restauração, a estátua de Juvenal retorna ao lar, sentado em sua mesa, dessa vez dentro da galeria. Foto: Diego Gurgel/Secom

Uma estátua de bronze, esculpida por Cristina Mota, e colocada em frente ao prédio, sofreu com o vandalismo, ao longo dos anos, e teve de ser retirada do local. Após restauração, Juvenal retorna ao lar, sentado em sua mesa, pronto para prosear com os visitantes. E as portas da Galeria de Arte Juvenal Antunes se encontram abertas para receber todos os amantes das artes visuais.