Exposição encerra oficina Reciclar, Reutilizar e Decorar

Para Maria de Nazareth, “o que não é utilizado pode se transformar em coisas belas” (Foto: Stael Maia)
Para Maria de Nazareth, o que não é utilizado pode se transformar em coisas belas (Foto: Stael Maia)

A oficina Reciclar, Reutilizar e Decorar encerrou nesta sexta-feira, 13, a exposição das garrafas recicladas produzidas pelas mulheres que participaram do curso, no hall da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA). A atividade faz parte da programação do mês do trabalhador.

A oficina teve início na segunda-feira, 9, e contou com a participação de 18 servidoras das secretarias de Estado de Planejamento (Seplan), Segurança Pública (Sesp), SGA e também aposentadas, como Maria de Nazareth de Souza, que elogiou o curso. “Foi maravilhoso, porque esse trabalho leva você a conhecer mais pessoas, não ficar parado no tempo”, avaliou.

A gestora da SGA, Sawana Carvalho, destacou a relevância dessas atividades para os servidores públicos. “O curso fez com que as servidoras públicas trabalhassem a arte que elas têm dentro de si. Isso é uma preocupação do nosso governador, Tião Viana, que nós tenhamos trabalhadores cada vez mais felizes e mostrando o dom que carregam”, afirmou.

Ao todo, 18 servidoras públicas participaram da oficina Reciclar, Reutilizar e Decorar (Foto: Stael Maia)
Ao todo, 18 servidoras públicas participaram da oficina Reciclar, Reutilizar e Decorar (Foto: Stael Maia)

A oficina foi ministrada pela servidora da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Silvânia Mota, que transmitiu às participantes da oficina as técnicas para reutilizar garrafas e transformá-las em objetos de decoração.

Para Antônia Nice Meireles, que trabalha no setor de almoxarifado da SGA, essas atividades servem para relaxar e limpar um pouco a mente. “Foram maravilhosos esses cinco dias que passei fazendo essas artes. Eu acho que deveria haver mais para a gente poder reaproveitar as coisas que jogam no lixo.”