Competição

Etapa estadual da prova Bombeiro Durão é realizada no Acre

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre (CBMAC) promoveu, nesta quarta-feira, 28, a prova Bombeiro Durão, um desafio realizado mundialmente com o objetivo de estimular seus competidores com desafios físicos.

A ação faz parte da programação alusiva ao Dia Nacional do Bombeiro Militar, comemorado em 2 de julho, e conta com a realização de diversas atividades operacionais, recreativas e esportivas.

A ação foi celebrada no Comando-Geral da corporação em Rio Branco. Foto: Valkíria Mariano/CBMAC

O coronel Charles da Silva Santos, comandante-geral do CBMAC, prestigiou o evento e exaltou: “Vamos celebrar a nossa essência como bombeiros militares. Essa ação demonstra o nosso compromisso, garra e competência em proteger a população acreana”.

Na ocasião, o comandante-geral parabenizou o empenho da organização: “Estamos com um excelente percurso, preparando os nossos profissionais para a competição nacional”. Foto: Valkíria Mariano/CBMAC

As atividades de força representam um procedimento em ação de risco, simulando o adentramento de um bombeiro em um prédio em chamas, seguido pelo içamento de mangueira, arrombamento, corrida em zigue-zague, manuseio de uma mangueira pressurizada e finalizando com o arraste de um boneco de 80 quilos, representando o resgate de uma vítima.

A competição faz parte da programação alusiva ao Dia Nacional do Bombeiro Militar, comemorado no dia 2 de julho. Foto: Valkíria Mariano/CBMAC

Na ocasião, 27 bombeiros militares do estado realizaram o circuito buscando o menor tempo, competindo por troféus, medalhas, brindes e a oportunidade de participar da edição nacional, que este ano será realizada nos dias 4 a 6 de outubro, na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul.

O sargento Uilisson Silva se consagrou vitorioso na categoria masculino individual. Já a cabo Edinara Silva foi a vencedora da categoria feminina individual. E por fim, na categoria de equipe, o 1º Batalhão de Educação, Proteção Ambiental e Combate a Incêndio de Rio Branco foi o que conquistou o melhor tempo.

O capitão Felipe Carneiro contribuiu na coordenação e competiu no evento. Foto: Valkíria Mariano/CBMAC

O capitão e coordenador-geral da competição, Felipe Carneiro, conta que, a partir de 2018, o trajeto foi repaginado seguindo uma configuração similar à competição mundial conhecida como Bombeiro de Aço. “Essa é uma competição tradicional realizada há mais de 20 anos, preparada para testar o nosso condicionamento, preparo emocional, técnico e físico, atributos inerentes à profissão”, explica.

A sargenta Cristina Michelly Garcia participa da competição pela sétima vez. Foto: Valkíria Mariano/CBMAC

“Esse é um grande desafio de superação onde exploramos os limites de nossos corpos. Gosto muito de participar, é um ótimo estímulo para nos aprimorarmos e nos prepararmos para a nossa ação diária”, declara a sargenta Cristina Michelly Garcia, que participou da competição pela sétima vez e já foi campeã em cinco ocasiões.