união

Estado pede urgência ao governo federal para conclusão das obras do anel viário de Brasileia-Epitaciolândia

Com urgência para conclusão das obras do Anel Viário de Brasileia-Epitaciolândia, o governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre), reuniu-se em Brasília, nesta terça-feira, 23, com o coordenador-geral de Construção Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Thiago Pitombeira, para solicitar celeridade na análise da documentação entregue ao órgão federal.

Deracre trata com Dnit da continuidade das obras do anel viário de Brasileia-Epitaciolândia. Foto: cedida

O presidente do Deracre, Sócrates Guimarães, apresentou ao Dnit a documentação exigida para execução do novo processo licitatório, contemplando a continuidade do processo de desapropriação das áreas e execução de terraplanagem das cabeceiras da ponte.

“Apresentamos o termo de referência e a planilha remanescente para licitação e pedimos celeridade para concluir uma obra estratégica, que deve beneficiar mais de 50 mil habitantes e movimentará a economia na região, com geração de trabalho e renda”, afirmou o presidente.

A conclusão da análise dos documentos necessários permite ao Deracre realizar a solicitação de liberação de recursos e a licitação da obra. Com investimento de R$ 60,4 milhões provenientes do Dnit, a estrutura terá extensão de 10,3km, contemplando uma nova ponte de 251,5m de comprimento e 15,95m de largura, contando com duas faixas de rolamento para veículos, além de acostamento e passarelas em ambos os lados.

A reunião contou com a presença da diretora de Expansão e Planejamento do Deracre, Sula Ximenes; do chefe da divisão, Júlio Martins; e da chefe da Divisão de Convênios, Gina Maria Oliveira.