revitalização

Estado inicia reforma no setor de Nefrologia da Fundhacre

Por Bruno Medim

Para qualificar a assistência à saúde dos usuários do setor de Nefrologia da rede pública do Estado, o prédio que oferece o serviço na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, iniciou nesta terça-feira, 14, o processo de reforma.

Por mês, ocorrem entre 250 a 300 atendimentos nefrológicos, o que torna essencial a melhoria do prédio, que não passa por reformas há 10 anos. Foto: Gleison Luz

“O centro de Nefrologia da Fundhacre presta serviços em hemodiálise para pacientes que precisam do procedimento porque têm algum problema renal e possuem indicação para fazer o tratamento”, pontua a gerente do setor, Lorena Seguel.

Adequações ocorrem por meio de recurso de emenda parlamentar do ex-deputado federal Raimundo Angelim, no valor de R$ 436 mil. Foto: Gleison Luz

Por mês, ocorrem entre 250 a 300 atendimentos nefrológicos, o que torna essencial a melhoria do prédio, que não passa por reformas há 10 anos. O tempo para conclusão da reforma é estimado em quatro meses. Enquanto isso, os usuários da nefrologia estão sendo atendidos no anexo do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), conhecido anteriormente como Batalhão de Operações Especiais (Bope).

As adequações no setor ocorrem por meio de recurso de emenda parlamentar do ex-deputado federal Raimundo Angelim, no valor de R$ 436 mil. Já o processo de fiscalização da execução da obra será realizado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).