estruturação

Estado equipa Fundhacre para ampliar atendimento à população

A pandemia ocasionada pelo novo coronavírus exigiu que o sistema de saúde fosse readequado para atender os pacientes com Covid-19, sem colocar em risco as pessoas que buscam outras especialidades médicas. Assim, no Acre, a Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), ficou como unidade de retaguarda para atender demandas não relacionadas ao coronavírus, recebendo pacientes de diversas unidades.

Nesta quinta-feira, 1º de outubro, a Fundhacre recebeu 10 camas automatizadas de UTI e 25 leitos de enfermaria. Foto: Junior Aguiar

Assim, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) e Fundhacre, com apoio do governo do Estado, fizeram um planejamento durante os meses mais críticos da pandemia no Acre para que a Fundação fosse estruturada com novos equipamentos para suprir todas as demandas.

Sendo a Saúde uma das prioridades do governo, o secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene, destaca a importância das parcerias para prestar um serviço de qualidade à população.

“O governador sempre preza pela união e aqui é uma demonstração disso, pois os pacientes que foram remanejados para a Fundação foram todos atendidos e a gente continua trabalhando para cada vez mais melhorar a saúde do nosso estado e, esse trabalho em conjunto, com o apoio do governo, trará melhores dias aos acreanos”, destacou o secretário.

Nesta quinta-feira, 1º de outubro, a Fundhacre recebeu 10 camas automatizadas para unidade de terapia intensiva (UTI), que inclusive medem o peso do paciente, e, ainda, 25 leitos de enfermaria.

“Essa é uma parceria que a fundação tem com a secretaria de Saúde. São dez camas de UTI e 25 para enfermarias, e elas são adaptadas para que o paciente tenha maior conforto”, enfatizou o presidente da Fundhacre, Argemiro Santos.

Ainda segundo o presidente da Fundhacre, os antigos leitos serão realocados para a unidade de terapia semi-intensiva que será aberta.

De acordo com o diretor de Assistência à Saúde da Sesacre, Fernando Sampaio, o objetivo é a estruturação da unidade para continuar servindo como retaguarda à população: “Nosso objetivo é que consigamos estruturar o hospital para que toda a rede que precisa da Fundhacre seja atendida”, explicou o diretor assistencial da Sesacre, Fernando Sampaio.

Equipamentos

Dos equipamentos destinados à estruturação da Fundhacre são frutos de parceria entre Sesacre, Banco Mundial e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag): 1 torre de vídeo, 1 carro de anestesia e 1 mesa cirúrgica para a realização de cirurgias minimamente invasivas.

Após a instalação dos equipamentos para cirurgias minimamente invasivas, já foram realizados cerca de 20 procedimentos; Foto: Junior Aguiar

“Esses equipamentos propiciaram para que a cirurgia no Acre avançasse uns 20 anos em termo de tecnologia. e foram instaladas há 40 dias e já realizamos cerca de 20 cirurgias”, contou o cirurgião oncológico, David Carneiro.

Os outros materiais são:

2 mesas cirúrgicas

1 aparelho de ultrassonografia

2 aspirador

3 ventilador pulmonar

2 balanças tipo plataforma

5 bancos mocho

25 camas fawler

10 camas tipo UTI

4 carros de transporte para materiais diversos

10 colchões pneumático

5 macas fixa

5 maca de transporte

10 mesa de mayo

3 oxímetros

2 otoscópios

10 monitores multiparâmetros

8 bombas de infusão