Tecnologia

Estado entrega entreposto de frutas para produtores rurais do ramal do Pelé na Vila Pia

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), entregou neste sábado, 2, a Unidade de Recebimento e Distribuição de Frutas para os produtores rurais do ramal do Pelé, na Vila Pia, município de Senador Guiomard. O projeto piloto que leva tecnologia, ferramentas de gestão e práticas de produção e beneficiamento de frutas, vai beneficiar 150 famílias.

Projeto piloto beneficia mais de 150 produtores ruais inseridos no PA Padre Peixoto, em Senador Guiomard. Foto: Willamis França/Aleac

“A gente tinha um sonho de deixar de armazenar as frutas em nossas geladeiras. Agora temos um local adequado para armazenar nossos produtos. Só temos que agradecer ao governador Gladson Cameli” disse a conselheira da Cooperacre, empreendedora Maria de Fátima Nascimento.

O presidente da Cooperativa Agroextrativista Libertadora – Cooperlib, seu Raimundo Silva, destacou que, com a central de distribuição, os produtores se livram do atravessador. “Acabou a figura do atravessador e as dificuldades que os pequenos produtores tinham de sair com uma, duas caixas de acerola até a cidade”, ressaltou o presidente.

Seict quer viabilizar recursos para construir novas unidades de recebimento e distribuição de frutas nas regionais do Acre. Foto: Jairo Carioca/Seict

O diretor da Cooperacre e membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS) do governo federal, Manoel Monteiro de Oliveira, elogiou a política de estado no apoio à agricultura familiar. A cooperativa será beneficiada com o apoio logístico no processo de produção na região. “Só sabe a importância desse investimento quem vive aqui, produz frutas e precisa entregar seus produtos semanalmente”, acrescentou Manoelzinho, como é mais conhecido.

Projeto Piloto será levado para outras regionais do Estado

Para atender o terceiro setor, a Seict projeta levar o modelo implantado na Vila Pia, em Senador Guiomard, para outras regionais do estado. Inseridos no projeto de Assentamento Pedro Peixoto, os produtores da Agrovila Pia produzem atualmente 200 toneladas de acerola por ano. A partir da Unidade de Entreposto, a meta é chegar em 2028 com a produção de 2.000 toneladas de frutas. Além da acerola, o abacaxi e o cupuaçu estão entre as culturas manejadas na região.

Câmara fria, adquirida com recursos do Proser, tem capacidade de armazenar 20 toneladas de frutas. O equipamento recebeu as primeiras cargas durante a inauguração do entreposto. Foto: Jairo Carioca/Seict

O governo do Acre investiu R$ 497,2 mil com a construção do entreposto (packing house), a instalação de uma câmara fria com capacidade de armazenamento de 20 toneladas e a aquisição de equipamentos de produção. Os recursos são do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser). A execução do projeto foi feita com a Cooperacre.

Em carta entregue por representantes da Cooperlib, a comunidade pediu à governadora em exercício, Mailza Assis, a instalação da energia solar na unidade de entreposto, para diminuir os custos com energia elétrica. O documento foi recebido pelos secretários Assurbanípal Mesquita e Luis Tchê e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre, deputado Luiz Gonzaga.

A solenidade de entrega foi bastante prestigiada e contou, ainda, com a presença da presidente do Procon-Acre, Alana Albuquerque, a vereadora do município de Senador Guiomard, enfermeira Tami Lima.

Veja o que as principais lideranças políticas falaram:

Assurbanipal Mesquita – “Essa é mais uma agenda positiva de fortalecimento da nossa indústria. Essa estratégia de entreposto de frutas garante a melhor qualidade do produto, viabilidade de logística. Esse projeto piloto será levado para outras regiões. O governador Gladson Cameli pede que possamos atender ao pequeno produtor, a indústria está presente no campo”.

Luiz Tchê – “A secretaria de agricultura tem como meta produzir. Temos o projeto Mecanizar que tem ajudado muito e essa parceria com a Cooperacre vai trazer benefícios para essa região. Quando temos um centro de produção para distribuir com qualidade os produtos, certamente, tem valor agregado nessa proposta. Fortalecemos a agricultura familiar”.

Luiz Gonzaga – “É muito importante ver essa união das secretarias de Estado em favor do homem do campo. A produção de acerola, como foi demonstrado aqui, proporciona bom rendimento. A Assembleia tem acompanhado o setor produtivo, esse é o setor que gera riquezas. Olhamos para todo o estado que tem capacidade imensa de produzir”.