cadeia produtiva

Estado busca parcerias para fomentar eficiência da piscicultura no Acre

Representantes da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), Secretaria de Estado de Produção de Agronegócio (Sepa), Companhia de Desenvolvimento de Serviços Ambientais (CDSA) e do Sebrae reuniram-se, na manhã desta quinta-feira, 23, para tratar de parceria na execução das atividades de recuperação da cadeia produtiva da piscicultura do Acre, com viés de baixas emissões de carbono, recorte de gênero e juventude.

O encontro foi realizado na sede da Sepa, e tem por objetivo a convergência de esforços técnicos, financeiros e econômicos para fomentar a eficiência do cultivo de peixes no estado. Também participou da reunião Elsa Mendonza, representando o Earth Innovation Institute (EII).

“Essa parceria vai trazer eficiência econômica para a cadeia produtiva, com capacidade de geração de ativos ambientais, atendendo a uma pauta socioeconômica do estado, essencial no mercado contemporâneo e considerada prioritária para o governador Gladson Cameli”, afirma José Godim, diretor-presidente da CDSA SA. Gondim acrescenta: “Com o estado sendo o protagonista das ações, e o Sebrae como apoiador, é possível a otimização das atividades, a ampliação de resultados e o aumento da capacidade financeira’’.

Encontro reuniu representantes da Sepa, Sebrae, CDSA, Seict e EII para tratar sobre a parceria na execução das atividades de recuperação da cadeia produtiva da piscicultura  Foto: Divulgação

Edivan Azevedo, titular da Sepa, afirma que “a iniciativa visa suprir a demanda do consumo interno de pescado, já que ainda importamos duas vezes mais do que produzimos. Nesse processo, estaremos estimulando uma atividade com baixas emissões de carbono e que insere a participação das mulheres e jovens que estão estabelecidos na zona rural’’.

A Sepa e a Emater, com apoio do Sebrae e recursos financeiros do programa REM/KfW, farão o trabalho de orientação e assistência técnica para fortalecer a cadeia de produção da piscicultura, visando o profissionalismo gerencial do piscicultor e conectando-o com o mercado consumidor.

A Seict atuará na área de industrialização e beneficiamento, em busca de parcerias comerciais, e a CDSA, órgão ligado à Seict, participará com o conhecimento especializado na área do mercado verde de baixas emissões (ativos ambientais), com agregação de valor. Nos próximos dias, o assunto voltará a ser apresentado na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).