balanço

Estado avalia avanços em saneamento e planeja ações para 2023

Com a missão de promover serviços de abastecimento de água e coleta de esgoto, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população nos 21 municípios do interior do Acre, as metas e estratégia do Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre (Saneacre) para os próximos doze meses serão norteadas pela visão da autarquia estadual de tornar-se referência no fornecimento de água e tratamento de esgoto, de forma sustentável, inovadora e com comprometimento com a população.

Estação de tratamento de água (ETA) no Bujari. Foto: Assessoria Saneacre

Em novo encontro de planejamento, na tarde desta quinta-feira, 15, o presidente do Saneacre, Ítalo Lopes, e os diretores Jader Maia, de Administração e Finanças, Daniela Tamwing, de Planejamento e Projetos, e o diretor de Operações em exercício, Filogônio Ribeiro, apresentaram os principais avanços nos últimos dois anos e acolheram sugestões da equipe para o Planejamento Estratégico 2023.

Em novo encontro de planejamento, diretoria avalia avanços e acolhe sugestões da equipe para o Planejamento Estratégico 2023. Foto: Clemerson Ribeiro/Saneacre

Ao fim de mais um ano de trabalho, o Saneacre contabiliza a implantação de 14,9 km de rede, que hoje levam água tratada a mais 1,2 mil famílias no interior. O investimento do governo do Acre foi de aproximadamente R$ 1 milhão.

Ainda visando melhorar as condições de trabalho e a qualidade dos serviços prestados no interior, foram executadas melhorias e reformas nas sedes e unidades operacionais do Saneacre nas várias regionais do estado. Nos municípios de Brasileia, Bujari, Feijó e Tarauacá as obras já foram concluídas. Em outras seis cidades as intervenções estão em execução.

No município de Xapuri, projeto contempla revitalização total da sede e duas ETAs do Saneacre. Foto: Assessoria Saneacre

No que se refere às ações operacionais, a diminuição no número de interrupções do fornecimento de água, bem como a redução no tempo de resposta das ações de combate a vazamentos foram a maior conquista das equipes coordenadas pelo diretor de Operações, Alan Ferraz.

Após minuciosa análise de diagnóstico e avaliação de prioridades em 2023, a autarquia deverá seguir com as revitalizações dos espaços físicos e ampliar o atendimento com serviços de água no interior. “Temos aprovados  diversos projetos de ampliação de rede, para execução também em 2023. A publicação do novo orçamento trará emendas de deputados estaduais para continuarmos as ampliações de rede nos municípios. Então, temos avançado com a organização e prestação de serviços em todos os 21 municípios sob responsabilidade do órgão”, enfatizou Ítalo Lopes.