Na Expoacre

Espaço do Empreendedorismo Feminino reúne mais de 90 negócios que beneficiam 1500 mulheres

Pela primeira vez na Expoacre, a mulher empreendedora tem um espaço para vendas e exposição de produtos, o estande Empreendedorismo Feminino, apoiado pelo gabinete da vice-governadora Mailza.

A vice-governadora Mailza e o grupo de mulheres do espaço “Empreendedorismo Feminino”. Foto: Alice Leão/Secom

Com mais de 90 negócios numa rede que une 1500 mulheres, oferece diversos produtos em um só lugar: artesanato, costura criativa, roupas e alimentos.

Mailza disse que objetivo do governo  é fazer com que a mulher acreana possa abrir ou ampliar negócios e gerar empregos. Foto: Alice Leão/Secom

O estande foi pensado e organizado por Lidiane Cabral e Denila Soares, co-fundadoras do coletivo Elas Fazem acontecer, Patrícia Dossa, presidente do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura, e Edmirk Herculano, fundadora da Rede de Empreendedorismo Materno e vice-presidente do Conselho da Mulher Empreendedora.

Idealizadoras do espaço “Empreendedorismo Feminino”. Foto: Alice Leão/Secom

Na noite deste sábado, 29 , dia da abertura da Expoacre 2023, Mailza visitou o espaço e falou da importância. “Cada vez mais as mulheres são responsáveis pelo orçamento da casa, pelas finanças e também por novos negócios. Junto com o governador Gladson Cameli, apoiador de políticas para nós mulheres, nosso objetivo é fazer com que a mulher acreana possa abrir ou ampliar negócios, gerar empregos e se tornar micro ou grande empresária”, disse.

É a primeira vez que a Expoacre  dispõe do espaço Empreendedorismo Feminino. Foto: Alice Leão/Secom

Denila explicou que a criação do coletivo é para apoiar, empoderar e gerar renda. “Queremos dar visibilidade aos negócios criado por mulheres. Quando a empreendedora, além de ser mulher é mãe, ela acaba encontrando ainda mais dificuldades no caminho. E nos eventos, uma ajudando a outra, vamos nos fortalecendo para mostrar o nosso trabalho. Esse apoio do governo  é essencial para potencializar nossas ações”, disse.

Lene Afonso levou seu negócio, o Empório Trem de Minas, que oferece doce de leite, geleias, doces diet e zero lactose, cachaças e queijos. Ela conta que faz parte do coletivo há dois anos. “Gratificante por que da a oportunidade a nós autônomas, donas de casa que tem um pequeno negócio, e as vezes não tem um lugar para expor. O grupo possibilita estar em várias lugares”.

Lene Afonso disse que a Expoacre e o coletivo da oportunidade às autônomas que tem um pequeno negócio de expor seus produtos. Foto: Alice Leão/Secom

A inovação também está presente. Janai Albuquerque trouxe este ano o Papa Delivery, franquia de um aplicativo nacional desenvolvido com a principal funcionalidade de ser um marketplace de comércios. “O aplicativo chegou para trazer novas oportunidades a todos os comerciantes de diferentes segmentos, já que seu principal diferencial é abranger todos os serviços em apenas um aplicativo. E aqui na Expoacre, damos visibilidade ao nosso produto”, explicou.

Janai Albuquerque trouxe este ano o Papa Delivery – franquia de um aplicativo nacional desenvolvido com a principal funcionalidade de ser um marketplace de comércios. Foto: Alice Leão/Secom

O coletivo de empreendedoras conta com parceria do Governo do Acre e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) no Parque de Exposições Wildy Viana.

Programação

Para saber toda a programação da Expoacre 2023, além de um mapa do Parque de Exposições e notícias sobre os principais acontecimentos, acesse o hotsite: https://agencia.ac.gov.br/expoacre-2023/