Programação Infantil

Espaço Criança combina alegria e aprendizado durante férias escolares na Biblioteca Pública

“Eu vou andar de trem. Você vai também. Tchu Tchu Tchá Tchu Tchu Tchá”… E assim vai o bebê Bran dançando e cantando a letra das Canções Escoteiras, com os amigos e as agentes de leitura do Espaço Criança, na Biblioteca Pública Estadual, em Rio Branco.

As atividades são gratuitas e abertas ao público toda terça e quinta-feira, com início às 10h, pela manhã, e às 15h na parte da tarde, para crianças até 12 anos. A programação integra a agenda cultural da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM).

Bran, de dois anos, gosta de participar das atividades no Espaço Criança. Foto: José Caminha/Secom

Com canções, histórias, casinha e fantoche, as brincadeiras dirigidas combinam alegria e aprendizado durante as férias escolares no espaço da Biblioteca Pública Adonay Barbosa dos Santos, localizada no centro da capital.

Amigos, Bran e Clarisse escutam atentamente a contação de histórias pelas agentes de leitura. Foto: José Caminha/Secom

Aos dois anos, Bran já pede para ir ao espaço aproveitar a programação para as crianças, explica a mãe e psicóloga infantil, Thassia Loiola. “Quando viemos a primeira vez, eu não sabia que tinha atividades. Agora, ele me pede para vir. Já é a terceira vez que participamos”, explicou.

Thassia Loiola leva o filho para aprender e se divertir na Biblioteca Pública Estadual. Foto: José Caminha/Secom

Observador, o bebê é interessado em todas as propostas das agentes de leitura e também sabe contar as histórias que aprendeu com elas. “Na outra vez que viemos, ele aprendeu a história do Rabanete. Aí, em casa, ele começou a me contar e a encenar como era a história”, lembrou a mãe.

como forma de demonstrar sua opinião, Bran expressou um entonado “sim”, indicando gostar das brincadeiras e histórias contadas no Espaço Criança, antes de sair correndo para a nova brincadeira indicada pelas agentes de leitura Ana Lúcia Souza e Nathalia Ashley Magalhães.

Agentes de leitura cantam e dançam canções tradicionais com as crianças. Foto: José Caminha/Secom

Curiosidade e aprendizado

Os irmãos Théo, de 4 anos, e Lis, de 7 anos, também foram à Biblioteca com o pai Acelino Rodrigues Alves, para conhecer o meio cultural e literário do Espaço Criança. “É a primeira vez que vimos ao espaço. Soube pela internet que tinha programação e os trouxe para aproveitar e incentivar a leitura”, detalhou o pai.

Lis ouviu atentamente às histórias contadas pelas agentes de leitura. Foto: José Caminha/Secom

Curiosa e atenta aos detalhes, Lis perguntou sobre os motivos do pai conversar com uma jornalista que anotava tudo em um caderninho. Ao compreender as finalidades da entrevista, a menina correu para buscar o irmão Theo a fim de fazer um registro fotográfico.

Ao vê-la, no entanto, o pequeno pulou rápido para dentro da casinha amarela. E sem acordo para que ele saísse de lá, a menina decidiu que faria uma nova foto assim mesmo.

Lis no Espaço Criança. Foto: José Caminha/Secom

Aprendizado e respeito

Atentas às individualidades de cada criança, as agentes de leitura Ana Lúcia Souza e Nathalia Ashley Magalhães comandam as manhãs de atividades do Espaço Criança. Para ambas, a leitura é fundamental para a aprendizagem das crianças, e para o aperfeiçoamento pessoal e profissional das agentes.

Agentes de leitura Ana Lúcia e Nathalia Ashley organizam programação das manhãs no Espaço Criança. Foto: José Caminha/Secom

“Incentivamos as crianças a conhecer a literatura, a ter o primeiro contato com os livros, e aprendemos muito com elas também, sempre respeitando o seu tempo de envolvimento e desenvolvimento em cada proposta”, explicou Ana Lúcia.

Ana Lúcia ensina histórias e aprende com os pequenos aprendizes. Foto: José Caminha/Secom

“O mais legal é justamente o contato da criança, além da importância de causar o gosto pela leitura, que é a nossa missão. Ficamos muito felizes de tê-las aqui com a gente descobrindo a leitura”, enfatizou Nathalia.

Nathalia explica a importância de incentivar a leitura entre as crianças. Foto: José Caminha/Secom

Com o desafio de gerir toda a programação da Biblioteca, o coordenador, Aluízio Alencar, explicou que a equipe tem planejado e desenvolvido ações para atrair a adesão e participação do público.

Coordenador da Biblioteca Pública, Aluízio Alencar. Foto: José Caminha/Secom

“Valorizamos a contribuição dos servidores de cada espaço, os artistas e escritores locais, a nossa produção. E temos um acervo de mais 80 mil livros, sessões de cinema gratuitos, espaço para as HQs [Histórias em Quadrinhos], além de especiais como a Feira Nerd que teremos no sábado, 3, a partir das 14h. A nossa ideia é que o público venha conhecer os espaços e toda a programação da biblioteca”, convidou o coordenador.

Com rico acervo regional, nacional e internacional, a Biblioteca Pública Estadual Adonay Barbosa dos Santos, fica localizada na avenida Getúlio Vargas – Centro, e funciona das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira, exceto finais de semana e feriados.