orientação

Escola de Música do Acre realiza capacitação em saúde vocal para servidores da OCA Rio Branco

Um dos principais mecanismos de comunicação é a voz. Com ela, as pessoas interagem, cantam, emitem mensagens, principalmente com a intensidade e tom adequado, para que haja compreensão adequada.

Tornando–se o elo entre o serviço público e a comunidade, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes do Acre (SEE), por meio da Escola de Música (Emac) promoveu, na tarde de quarta-feira, 19, em Rio Branco, uma capacitação sobre saúde vocal para os servidores da Organização em Centros de Atendimentos (OCA) da capital.

Maestro Afonso Portela ministra capacitação sobre cuidados com a voz. Foto: André Araújo/SEE

A palestra foi realizada no auditório da Central e ministrada pelo coordenador-geral da Emac, Afonso Portela, graduado em Música pela Universidade Federal do Acre (Ufac), especializado pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (Faveni/MG), e mestre em canto pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Portela orientou os servidores sobre o uso adequado da voz, também a eliminar e minimizar sintomas de alteração vocal, prevenir a ocorrência de doenças laríngeas e distúrbios diafônicos, como rouquidão, perda da voz, falhas durante a fala, desconforto ao falar e variações impróprias de graves ou agudos, entre outras disfunções.

“Foram demonstrados, com informações e exercícios, hábitos saudáveis que ajudam a saúde vocal, como realizar aquecimentos vocais, beber água ao longo do dia, evitar substâncias ou produtos nocivos, como álcool, cigarro, narguilé ou alto teor de açúcar, evitar emitir gritos, prestar atenção na respiração e outras dicas”, destaca Afonso Portela.

Servidores da OCA praticam exercícios de alongamento muscular na região do pescoço. Foto: André Araújo/SEE

O diálogo institucional entre a Escola de Música do Acre e a OCA coopera para a qualificação de profissionais, o aumento na qualidade na prestação de serviços e consequente satisfação do usuário.

“A comunicação falada é o grande elo entre os nossos colaboradores e a população, por isso a capacitação deu mais conhecimento para os agentes, trouxe novas perspectivas de cuidado com a voz, metodologias e hábitos que geram qualidade e clareza nos atendimentos”, relata a chefe de Gestão de Pessoas da OCA, Janaina Marques.

Servidora Fabiana Bastos assistiu atentamente às informações apresentadas. Foto: André Araújo/SEE

Fabiana Bastos, que atua no projeto OCA Móvel, relatou que a palestra a motivou a cuidar melhor a sua educação vocal e praticar os exercícios no dia a dia. “Gostei de aprender a impostação da voz nos momentos que estiver conversando com as pessoas”, disse.