musicalização

Escola de Música do Acre desenvolve treinamento para coral na OCA Rio Branco

Ouvir, falar, servir, satisfazer e surpreender positivamente os cidadãos que precisam resolver suas demandas civis são algumas das atitudes que acompanham o cotidiano de quem atua no serviço público. Agora imagine-se adicionar um verbo que expresse mais sensibilidade, coletividade e criatividade a esse universo. Qual seria? Cantar.

Foi exatamente para despertar e aprimorar essa habilidade artística entre seus colaboradores que a Organização em Centros de Atendimentos (OCA) iniciou na tarde desta terça-feira, 8, um treinamento para a formação de um grupo coral na unidade de Rio Branco.

Foram iniciadas as aulas para a formação do coral da OCA Rio Branco. Foto: Manoela Rocha/Emac

O projeto de extensão foi pactuado entre a Central e a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Escola de Música do Acre (Emac), responsável por ministrar os conteúdos didáticos e artísticos.

Formado por 15 servidores, o incipiente coral da OCA é regido pelo professor Denys Raphael Maquiné, licenciado em Música pela Universidade Federal do Acre (Ufac), especializado em musicalização infantil e professor-regente das turmas de canto coral da Emac.

“Semanalmente, iremos trabalhar conceitos e práticas de percepção de canto em grupo, postura e respiração, aparelho fonador, afinação, qualidade vocal, rítmica do coral e repertório musical”, informa o docente.

Denys Maquiné é o regente dos coralistas Foto: André Araújo/SEE

Conforme observações de profissionais que trabalham com arte e música, toda turma de coral apresenta certa timidez nos primeiros encontros. Porém, com os integrantes do novo grupo, esse comportamento durou poucos minutos, pois logo que foram propostos os primeiros exercícios, os futuros coralistas foram soltando a voz.

A princípio, as instruções sobre a canção Suíte do Pescador, de Dorival Caymmi, expoente singular da cultura brasileira, pareciam complexas, quase impossíveis de serem executadas, mas aos poucos todos começaram a cantar firmemente a primeira estrofe da composição: “Minha jangada vai sair pro mar, vou trabalhar, meu bem querer. Se Deus quiser, quando eu voltar do mar, um peixe bom eu vou trazer”.

O coral ensaia a Suíte do Pescador, de Dorival Caymmi. Foto: André Araujo/SEE

Felipe Santos atua no call center da Central e foi logo se destacando pelo tom grave de sua voz ao cantar. Sua satisfação em expressar o talento era nítida entre os participantes.

“Cantar é uma diversão para mim. E agora, poder partilhar essa arte com os meus colegas de trabalho é algo sensacional. Tenho a expectativa de me aprimorar cada vez mais”, disse o colaborador.

Felipe Santos é um dos colaboradores da OCA Rio Branco que participam do projeto de extensão da Emac. Foto: André Araújo/SEE

A parceria entre a OCA e a Escola de Música do Acre foi construída pelo objetivo comum de levar, tanto para a comunidade quanto para os servidores, as políticas públicas e as ações que colaboram para o bem-estar da população.

“Constantemente desenvolvemos atividades que capacitam os servidores da Central. Agora, com o apoio da Emac, estamos agregando mais conhecimentos aos trabalhos voltados para arte e cultura em prol dos nossos colaboradores, o que impacta diretamente na melhoria do ambiente de trabalho”, destaca a diretora da OCA, Fran Britto.