enchente

Equipe técnica do Estado leva assistência a abrigo em Cruzeiro do Sul

Maria Shirley Pereira, moradora do bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul, foi uma das aproximadamente 28 mil pessoas atingidas pela cheia do Rio Juruá. Para passar o tempo no abrigo, a autônoma confecciona pulseiras e cordões de miçangas.

“Eu não tinha mais como sair pra vender, somos autônomos meu marido e eu, e não tínhamos como sair para trabalhar, foi então que procuramos a Defesa Civil. Não é fácil ter que sair de casa, sou moradora do bairro há nove anos e esse é o segundo ano que eu tenho que sair, mas eu creio que já deu tudo certo. Graças a Deus estamos sendo bem acolhidos pela equipe do abrigo, eles cuidam da gente com muito amor e carinho. Aqui continuo fazendo minhas pulseiras, tiaras e cordões pra vender”, disse.

Para passar o tempo no abrigo, a autônoma confecciona pulseiras e cordões de miçangas. Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Na manhã desta terça-feira, 1, uma equipe técnica composta pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Secretaria de Estado de Assistência Social (SEASDHM) Corpo de Bombeiros e Defesa Civil visitaram a Escola Dom Henrique Ruth que está funcionando como um dos abrigos para acolher as pessoas atingidas pelo transbordamento do rio Juruá. Aproximadamente sete mil famílias foram afetadas. De acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil, 83 famílias estão em abrigos disponibilizados pelo município.

“Trouxemos nossa equipe da atenção primária que estará junto à Secretaria Municipal de Saúde, para a avaliar o atendimento as famílias atingidas pela cheia. Os abrigos estão recebendo todo suporte necessário e as pessoas estão sendo testadas para a covid-19 “, destacou a secretária adjunto de Saúde, Muana Araújo.

Abrigos estão recebendo todo suporte necessário do Estado e as pessoas estão sendo testadas para a covid-19 Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foi apresentado à equipe os dados relacionados às famílias desalojadas, o nível do rio e a situação dos abrigos. O governo do Acre, por meio da SEASDHM, em parceria com o Deracre, enviou para o município 300 cestas básicas, 100 colchões, 500 kits de higiene pessoal e 250 kits de limpeza.

“Viemos acompanhar a situação e principalmente trazer os serviços para a população. Devemos ter um olhar especial para essas famílias que estão passando por esse momento delicado que é ter que sair de suas casas. O Estado prestará todo suporte necessário”, ressaltou a secretária da SEASDHM, Ana Paula Lima.

Corpo de Bombeiros dá apoio à Defesa Civil Municipal Foto: Marcos Vicentti/Secom.

O comandante geral do Corpo de Bombeiro, coronel Carlos Batista, enfatizou que a corporação está em parceria com a Defesa Civil do munícipio e estão acompanhado os níveis de chuva e as equipes estão à disposição da população para auxiliar na saída de suas casas.