Cidade do Povo recebe novos moradores

Maria Oliveira se mudou para a casa nova dez dias após receber a chave do governo do Estado (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

Das 3.348 unidades habitacionais destinadas às famílias vítimas da enchente histórica do Rio Acre em 2012, 3.131 já foram entregues no empreendimento social Cidade do Povo, em Rio Branco. As casas são destinadas a famílias carentes que recebem a custo zero pelo programa federal Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

A última entrega, realizada no dia 3 de janeiro deste ano, atendeu 128 beneficiários. A dona de casa Maria Oliveira está entre eles. Antes de ser contemplada, ela morou nos bairros Cidade Nova e Taquari, ambos em áreas alagadiças da capital.

Nas enchentes de 2012 e 2014, ela perdeu todos os móveis e nas duas vezes foi para o abrigo do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco com toda a família.

Na ocasião, Maria fez seu cadastro na Secretaria de Estado de Habitação de Interesse Social (Sehab), e dois anos depois veio a boa notícia: “Me ligaram da Sehab avisando que minha casa estava pronta. Na hora eu comecei a tremer de tanta emoção. Só de pensar que se tiver enchente este ano eu vou estar segura e longe das águas do rio, já vem o alívio”, disse a dona de casa.

A mudança para o novo endereço, a Quadra 3C da Cidade do Povo, foi nesta sexta-feira, 13. A nova moradia vai receber Maria, duas filhas e duas netas. Daqui para frente, segundo a família, o momento é de recomeço.

“Esperamos muito por este dia. Nada como começar o ano com tudo novo: casa, escola, vizinhança. Meu sentimento é de gratidão a Deus e a todos que nos proporcionaram este momento, este lar”, comentou Maria Oliveira.

A Cidade do Povo

O novo bairro de Rio Branco foi feito de maneira totalmente planejada. Além das casas, conta com toda a infraestrutura necessária voltada para educação, saúde, esporte e lazer. Dispõe de áreas comerciais, mercados e centros de formação educacional e tecnológica.

Em 2016, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seop), assinou ordens de serviços para a construção de um Centro de Referência e Assistência Social (Cras), duas creches, uma delegacia, três escolas e mais 12 praças na Cidade do Povo.

Além de obras em andamento, como a construção de duas escolas técnicas, serviços de urbanização, o governo abriu uma licitação para contratar empresas interessadas em construir 300 unidades habitacionais, exclusivas para servidores públicos estaduais, que poderão financiá-las quando prontas.