qualidade do ensino

Em Manoel Urbano, governo realiza entrega de kits escolares e tablets

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), realizou mais uma entrega de equipamentos escolares, dessa vez em Manoel Urbano. O governador Gladson Cameli esteve presente na solenidade, que aconteceu na Escola Nazira Anute de Lima.

“Esses kits serão importantes para o estudo. Nossas notas vão melhorar”, disse a aluna do 9º ano, Yumi Almeida.

A aluna Wislla afirma que a entrega do governo vai melhorar as condições de estudo dos alunos do colégio. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“A equipe de governo e os parlamentares são essenciais para garantir ações como essa para melhorar a educação das nossas crianças. Nossa gestão vai fazer de tudo pra equiparar o ensino público ao ensino particular”, disse o governador Gladson Cameli.

Os kits escolares serão entregues em todos os colégios do Acre. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O secretário adjunto de Educação, Tião Flores, frisou que essa ação vai acontecer em todo o estado.

“A entrega de tablets e kits escolares visa melhorar o processo de aprendizagem dos nossos alunos. Esse tipo de entrega vai acontecer em todos os colégios, sejam da zona urbana ou da zona rural”, observou.

Os equipamentos são fruto de recursos próprios do Estado. O montante soma mais de R$ 700 mil. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Os deputados estaduais Nicolau Júnior e Luiz Gonzaga acompanharam a entrega e, junto do governador, comeram a comida servida no prato extra, refeição que completa o cardápio escolar.

O prato extra foi criado pelo governo para evitar a evasão escolar, e dar melhores condições aos alunos. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O investimento de mais de R$ 700 mil, oriundo de recursos próprios, garantiu a entrega de 832 kits escolares, 23 kits pré-Enem, 446 tablets, um laboratório móvel, e um kit laboratório.

Os equipamentos escolares são entregues gratuitamente pelo Estado. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“O tablet, por exemplo, é uma tecnologia a mais no meu estudo, e vai ajudar na qualidade do ensino”, disse a aluna do 2º ano, Wislla Mendonça.