Educação

Educação quer expandir políticas educacionais para o interior do estado

Em um discurso elogiado pelo público presente, o secretário de Educação, Cultura e Esportes (SEE), professor Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, falou dos desafios de levar educação de qualidade aos municípios do interior e, mais do que isso, sobre como levar cursos de graduação para a juventude.

Sua fala aconteceu na abertura da 20ª Semana de Educação e do 2º Simpósio de Pesquisa Educacional do Mestrado em Educação, realizados pela Universidade Federal do Acre (Ufac). Além de defender uma escola aberta, democrática e plural, e também uma política de parceria com a Universidade.

Secretário defendeu parcerias com a Ufac para vencer os desafios de levar educação de qualidade para o interior Foto: Mardilson Gomes

Segundo ele, somente no município de Manoel Urbano, mais de 80% dos estudantes do ensino básico estão em distorção idade/série. Em Santa Rosa do Purus, onde esteve recentemente, cerca de 90% dos jovens não têm a menor perspectiva de continuar os estudos depois que concluírem o ensino médio.

“Queremos uma escola que seja pública e de qualidade, mas também queremos uma universidade que seja igualmente aberta e democrática. Por isso, a SEE está de portas abertas para que nós possamos chegar aos municípios mais distantes e superar esses inúmeros desafios”, afirmou o secretário.

A sugestão de parceria foi muito bem recebida pela reitora da Ufac, professora Guida Aquino, que falou sobre os desafios e dificuldades enfrentadas ao longo deste ano, mas ressaltou a importância de levar cursos de graduação aos municípios do interior, sobretudo os isolados, como Santa Rosa, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter.

“O professor Mauro (Cruz) é um parceiro e amigo e fico feliz com essa ideia de levar a Universidade ao interior, por isso, não apenas o curso de Pedagogia, podemos trabalhar para que outros cursos possam ser levados a esses municípios”, destacou a reitora.