Parceria

Educação e TRE promovem cidadania e consciência política entre estudantes

Uma parceria entre a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por meio da Escola Judiciária Eleitoral, leva cidadania e informação aos estudantes da rede estadual de ensino.

O trabalho de conscientização política realizado pela Escola Judiciária Eleitoral nas escolas da rede pública de ensino, por meio dos projetos “Eleitores do Futuro” e “Jovens pela Democracia” alcançou mais de dois mil alunos em 24 escolas da capital ao longo deste ano.

Cerimônia de encerramento dos projetos “Eleitores do Futuro” e “Jovens pela Democracia” no auditório do Museu dos Povos Acreanos. Foto: Clícia Araújo/SEE

A cerimônia de encerramento desses projetos aconteceu nesta quinta-feira, 7, no auditório do Museu dos Povos Acreanos, que reuniu alunos do Colégio Acreano e os 24 representantes do Programa Jovem Parlamentar Acreano, proporcionando a palestra Voto Jovem na Escola, com a secretária da Escola Judiciária Eleitoral, Ana Cátia de Andrade.

Palestra de encerramento dos projetos reuniu alunos do Colégio Acreano e os 24 representantes do programa Jovem Parlamentar Acreano. Foto: Clícia Araújo/SEE

“Esse trabalho realizado pelo TRE e a SEE é de suma importância para o exercício da democracia no nosso estado e no nosso país, pois leva os jovens ao exercício da cidadania e ao conhecimento de seus direitos”, disse Sebastião Flores, secretário adjunto de Educação.

Os projetos visam assegurar, por meio de palestras, o direito dos alunos, principalmente o direito ao voto, buscando fortalecer a democracia e a legitimidade do processo eleitoral. Além disso, buscam cultivar no adolescente a consciência da participação política de modo geral.

“A Justiça Eleitoral vem trazendo formação para as escolas, tentando mostrar a importância da democracia, que ela é fundamental, e o envolvimento das pessoas desde cedo, desde o momento da escola, da exigência e preservação dos seus direitos fundamentais”, concluiu o juiz Leandro Leri Gross, diretor da Escola Judiciária Eleitoral.

Estudante do 2º ano da Escola José Rodrigues Leite, Jadson Wilamy, 16 anos, é o presidente da mesa dos Jovens Parlamentares. Foto: Clícia Araújo/SEE

O Eleitor do Futuro tem desempenhado um papel fundamental na formação cultural e cívica das novas gerações, promovendo o fortalecimento das relações sociais e do Estado Democrático de Direito. O foco está em discutir o papel do jovem como cidadão e agente de transformação social.

Por sua vez, o Projeto Jovens Pela Democracia compreende um conjunto de ações educativas, desenvolvidas pelo TRE, destinadas à conscientização política de jovens e adolescentes, bem como à formação de futuros eleitores e potenciais futuros governantes.

“Ser um jovem parlamentar é incrível, porque podemos ver que a juventude está meio dispersa dos contextos político e social. Esse projeto é fundamental para que venhamos entender de fato o conceito de política, democracia e cidadania”, pontuou o Jovem Parlamentar Jadson Wilamy.