readequação

Educação do Acre participa de encontro em Brasília sobre o Novo Ensino Médio

Com informações da Ascom/Consed

Após dois dias de discussões entre secretários estaduais de Educação e técnicos e avaliação dos estados, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) se organiza para apresentar ao Ministério da Educação (MEC) uma proposta de readequação do Novo Ensino Médio. Também serão feitas sugestões para o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O debate se deu nos Fóruns de Ensino Médio e Avaliação, promovidos pelo Consed, na segunda e terça-feira, 19 e 20, em Brasília. Representando o Acre, participaram o titular da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), Aberson Carvalho, acompanhado da diretora de Ensino, Gleice Souza, e da chefe da Divisão de Ensino Médio, Danielly Matos.

Secretário de Educação, Aberson Carvalho, em reunião do Consed, em Brasília, sobre o Novo Ensino Médio. Foto: Ascom Consed

“Queremos elaborar uma proposta que realmente venha ao encontro das necessidades, características e contextos de cada região. Destacamos que, no Acre, o Novo Ensino Médio foi implementado em toda a rede estadual na primeira gestão do governador Gladson Cameli. Hoje, os investimentos feitos em equipamentos e laboratórios, tanto nas áreas de conhecimento quanto de informática, dão a condição necessária para efetivação desse modelo, tendo o aluno como protagonista do seu projeto de vida, escolhendo o seu futuro”, explicou Aberson Carvalho.

Da programação do evento, além de secretários e técnicos, participaram o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Manuel Palácios; o presidente do Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Educação (Foncede), Ricardo Tonassi; o gerente executivo de Educação da Rede Sesi, Wisley Pereira; especialistas como Maria Helena Guimarães, Eduardo Deschamps, Andressa Rocha, Gabriel Côrrea, Kátia Smole e parceiros da sociedade civil organizada.

A ideia é que as definições dos fóruns sejam sistematizadas e validadas pelo conjunto de secretários e entregues ao MEC até o dia 3 de julho.