ensino e aprendizagem

Educação capacita professores mediadores e assistentes educacionais da rede estadual

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes do Acre (SEE) promove um curso de Formação Inicial e Continuada para professores mediadores e assistentes educacionais da rede pública estadual. A capacitação, que se inicia no dia 19 de junho, por meio da plataforma Moodle, acessível pelo endereço ead.see.ac.gov.br, teve aula inaugural presencial na última quarta-feira, 7, no teatro da Universidade Federal do Acre, em Rio Branco.

Aula inaugural foi ministrada em Rio Branco. Foto: Mardilson Gomes/SEE

O curso, que busca capacitar os profissionais no processo de ensino e aprendizagem utilizando ambiente virtual como ferramenta principal, permite que os inscritos tenham acesso aos mesmos conteúdos. “A formação que os profissionais de Rio Branco vão receber será exatamente a mesma dos educadores dos municípios mais isolados, como Santa Rosa”, destacou a chefe do Departamento de Educação Especial da SEE, Hadiane Peres.

Além das atividades online, também serão realizados encontros presenciais, em que os participantes poderão utilizar os recursos disponíveis e interagir com os demais colegas e tutores. A formação abordará tanto aspectos pedagógicos quanto tecnológicos relacionados à função de mediador.

Maria Darlene de Azevedo é professora mediadora. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Para a professora mediadora Maria Darlene de Azevedo, que atua na Escola João Paulo 2, na capital, a formação é uma oportunidade de aprimorar a metodologia de ensino. “Nós, mediadores, precisamos muito desse apoio pedagógico, porque trabalhamos com crianças que têm suas dificuldades”, contou.

Lidia Cavalcante: “Profissionais preparados para enfrentar desafios”. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Ao todo, 2.220 profissionais se inscreveram em todo o estado. De acordo com a chefe Departamento de Formação e Assistência Educacional da SEE, Lidia Cavalcante, a procura demonstra o interesse e engajamento da rede estadual no aprimoramento de suas práticas educacionais. “Queremos profissionais preparados para enfrentar os desafios, contribuindo com o desenvolvimento dos estudantes”, enfatiza.