Qualificação

Direitos Humanos capacita profissionais do Alto Acre no enfrentamento ao tráfico de pessoas

Nesta semana, a Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM), esteve no Alto Acre para a realização de capacitações sobre ações de enfrentamento ao tráfico de pessoas.

A realização do curso considerou ações dos diversos atores envolvidos para que o enfrentamento ao tráfico de pessoas seja mais efetivo. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Realizada por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com o governo do Acre, a qualificação visa capacitar os agentes públicos de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil e a sociedade civil organizada do estado, transmitindo conhecimentos e direcionamentos quanto à identificação e atendimento em casos de tráfico de pessoas na região de fronteira. 

Ana Paula Lima, titular da SEASDHM, afirmou: “Esse curso é uma importante ação de enfrentamento para a nossa região, certificando os profissionais que trabalham diariamente na ponta, preparando-os para melhor atender e proteger a população acreana”.

Ana Paula Lima: “Ação de enfrentamento para nossa região”. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

A chefe da Divisão de Combate ao Tráfico de Pessoas da secretaria, Dina Fernandes, aponta: “É significante a preparação de agentes públicos na identificação e atendimento em casos de tráfico e promover a discussão quanto à política pública, buscando estabelecer soluções e fluxogramas”. A pasta ainda irá ofertar a qualificação em Santa Rosa do Purus, Jordão, Marechal Thaumaturgo e Cruzeiro do Sul. 

Em Brasileia, a ação contou com a colaboração da Defensoria Pública da União para amparam as vítimas do tráfico de pessoas. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Para denunciar informações quanto ao tráfico de pessoas, deve-se utillizar o canal Disque Direitos Humanos – Disque 100, com discagem direta e gratuita disponível para todo o Brasil.