Deputados aprovam salário mínimo de R$ 420,00

Técnicos de gestão terão redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais sem perdas salariais

Por 17 votos a favor, incluindo a bancada oposicionista, a Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) aprovou na sessão desta quarta-feira projeto-de-lei do Governo do Estado fixando o valor do piso salarial dos servidores em R$ 420,00. Foi uma vitória histórica para os trabalhadores segundo o deputado Moisés Diniz (PC doB), líder do Governo. "É o equivalente a 247 dólares. Ainda não é o ideal, mas representa um avanço, pois é o maior salário mínimo do Brasil", comentou Diniz. O salário mínimo nacional é de R$ 415,00.

O presidente da Aleac, Edvaldo Magalhães (PC do B) lembrou que além do reajuste do piso salarial, os técnicos de gestão foram contemplados com redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais sem perdas salariais. "Muito pelo contrário, eles terão ganhos de até 33% quando forem convocados para trabalhar por 40 horas", explicou Edvaldo.

O subsecretário estadual de Saúde, Sérgio Roberto Gomes de Souza, que foi à Assembléia explicar o projeto-de-lei aos deputados, lembra que outro fator positivo do novo piso salarial é o fato de ele ser apenas o ponto de partida para o cálculo da remuneração de outros níveis do funcionalismo. "A progressão da carreira vai da letra A até a J, sempre calculada a partir do piso, então vai influenciar nos vencimentos em todos os níveis", explicou.

Agência Aleac