Depasa restabelece abastecimento de água na fronteira

Depasa detecta inúmeras redes de fornecimento de água obstruídas depois da alagação (Foto: Angela Peres/Secom)
Depasa detecta inúmeras redes de fornecimento de água obstruídas depois da alagação (Foto: Angela Peres/Secom)

Mais de 90% das redes de abastecimento de água já estão operando normalmente, levando água para as residências, em Brasileia e Epitaciolândia. O governo do Estado, por intermédio do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) também está fornecendo água in natura (não tratada) para a limpeza das vias públicas.

As redes de água ficaram obstruídas na maioria das ruas que foram alagadas, deixando grande parte da cidade sem abastecimento. A vazante do Rio Acre deixou um sinal de devastação nos municípios.

Alguns bairros de Epitaciolândia, que recebem água da estação de tratamento de Brasileia também ficaram sem o fornecimento, pois parte da tubulação que cruzava o Rio Acre, pela ponte que liga as duas cidades, foi levada pela força das águas.

“Em diversos pontos das duas cidades tem funcionários do Depasa trabalhando no conserto de redes. Naqueles locais onde o problema ainda não foi resolvido os caminhões-pipa atendem a solicitação dos moradores”, ressaltou o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães, que acompanha os trabalhos.