Conserto de adutora

Depasa realiza intervenções na ETA de Acrelândia

O rompimento de uma adutora da Estação de Tratamento de Água (ETA) em Acrelândia exige ação emergencial do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) para manter o funcionamento regular da rede de abastecimento.

Com a parcial ruptura, há uma redução no processo de distribuição de água entre o reservatório de captação e a unidade de tratamento. Para solucionar esse caso, uma equipe técnica da autarquia atua no local desde quarta-feira, 22.

“Um trabalho complexo, pois o rompimento estava a seis metros de profundidade, o que exige a utilização de uma escavadeira hidráulica para efetuar as escavações e, assim, os técnicos conseguem executar as devidas reparações. A previsão de término de todos os trabalhos é esta sexta-feira, 23”, destaca o diretor de operações do Depasa, David Bussons.

Ponto do rompimento de uma adutora na Estação de Tratamento de Água de Acrelândia (Foto: Cedida)

Além desse ato emergencial, outras ações complementam os investimentos da gestão Tião Viana em Acrelândia, como a estrutura de uma nova ETA e o aprofundamento do reservatório de captação, que saltará de 2,8 para 5 metros, para ganhar mais volume de água.

“Os serviços de escavação do leito do açude foram concluídos no fim do ano passado. As demais reestruturações e ativação da nova ETA seguem durante o decorrer deste ano. Com tudo funcionando, obteremos uma capacidade reservada para abastecer a cidade por três meses sem chuva, fugindo das severas crises hídricas, como foi registrado em 2016”, relata o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães.

No total, cerca de R$ 4 milhões estão sendo investidos pela gestão estadual, em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), na melhoria do sistema de captação e de abastecimento.

Maquinários atuaram no processo de escavação do reservatório de Acrelândia, que saltou de 2,8 para 5 metros de profundidade (Foto: André Araújo)