Décimo festival Yawá reúne 500 visitantes

Aldeia Nova esperança recebe visitantes de mais de cinco países

gur_5336.jpg

No festival Yawá, além dos rituais tradicionais à noite, as brincadeiras também atraíram a atenção de quem esteve lá (Foto:Diego Gurgel)

A aldeia Nova Esperança recebeu entre os dias 24 e 30 de outubro visitantes de todas as partes do mundo para conhecer o Festival Yawá 2011. Canadá, Áustria, Colômbia, Estados Unidos, Alemanha tiveram representantes na festa que resgata a cultura e tradição de uma das maiores etnias do Estado, o povo Yawanawá do rio gregório. Ao todo estiveram presentes na festa, aproximadamente 300 pessoas, sem contar os 332 moradores da comunidade, mais os visitantes de outras etnias, como os Huni Kui do jordão.

Durante todos os dias de festival, os participantes puderam conhecer danças, brincadeiras e rituais que mostram os costumes daquele povo desde tempos antigos. Inaugurando a nova arena da aleia Nova Esperança, crianças, adultos e os mais velhos da comunidade, mostravam suas lindas pinturas corporais, os “kenes”, ensinadas de geração a geração para preservar essa técnica que remete aos animais e plantas sagradas da floresta, e que trazem proteção para quem estiver adornado com estas verdadeiras obras de artes.

gur_3881.jpg
gur_4565.jpg

Durante todos os dias de festival, os participantes puderam conhecer danças, brincadeiras e rituais que mostram os costumes do povo Yawá (Foto:Diego Gurgel)

Este ano, uma grande estrutura foi preparada pelos Yawanawá, que tiveram o apoio do governo do estado tanto no transporte, quanto na construção de novos alojamentos para os visitantes e também alimentação. Coordenado pela Secretaria de Turismo e Lazer (Setul), toda a logística foi preparada para superar todo o planejamento dos anos anteriores, devido a grande expectativa de turistas para este evento que é o maior acontecimento indígena do estado.

Para a Secretária de Turismo e Lazer, Ilmara Lima, apoiar o Etnoturismo, e o turismo vivencial no estado é de fundamental importância, pois desenvolve o setor, gera renda e difunde a cultura dos povos da floresta. Recentemente, a Setul, juntamente com Funai, coordenou uma série de encontros com líderes indígenas para discutir sobre a regulamentação do turismo em terras indígenas. Desta forma as visitações terão um maior controle, evitando interferências culturais naqueles povos, sem que o turismo em terras indígenas pare.

No festival Yawá, além dos rituais tradicionais à noite, as brincadeiras também atraíram a atenção de quem esteve lá, assim como as músicas tradicionais que sempre acompanham qualquer atividade. Sempre com muita alegria, até o ancião Yawá, de 99 anos, participou das brincadeiras que duravam o dia inteiro.

No encerramento do festival, a secretária de Estado de Políticas para as Mulheres, Concita Maia, na ocasião representando o Governador Tião Viana, falou da satisfação de estar presente mais uma vez naquela festa, juntamente com a equipe de governo, Setul, Deracre, Funai e do assessor indígena Zezinho Yube, naquela festa que demonstra em danças, pinturas e cantorias a identidade do estado.

O líder da aldeia Nova Esperança, Biraci Brasil, também demonstrou sua alegria em receber tantas pessoas em sua terra para juntos celebrarem a preservação de sua cultura que tem resistido ao longo do tempo, e até se emocionou ao final de suas palavras.