Reforço

Com abertura de unidade de saúde, atendimentos na UPA do 2º Distrito devem desafogar

Urap Maria Barroso, no bairro Sobral, entra em operação para atender casos leves de suspeitas de contaminação pelo novo coronavírus

Com o anúncio de que a Prefeitura de Rio Branco vai reforçar o atendimento a pacientes com suspeitas de Covid-19, que até semana passada era feito somente pelo Governo do Estado do Acre, a expectativa é de que o fluxo de pessoas, sobretudo na UPA do Segundo Distrito, localizada às margens da Via Verde, seja reduzido.

Mulher é atendida pela equipe de saúde da Prefeitura de Rio Branco na Urap Maria Barroso, na Sobral; unidade servirá para atender pessoas com sintomas leves de Covid-19 Foto: Assis Lima/Prefeitura de Rio Branco

Em média, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) vinha registrando 300 atendimentos por dia na sua unidade de referência para testes de suspeitas de contaminação pelo novo coronavírus, e para pessoas em estado grave que precisam de internação.

Em Cruzeiro do Sul, por exemplo, a prefeitura oferece cinco unidades de saúde para atender pessoas com síndromes respiratórias, em Rio Branco essa atribuição – que pelo Sistema Único de Saúde está a cargo do município por meio da Atenção Básica de Saúde – vinha sendo realizada pelo Estado, que é responsável pela saúde de média e de alta complexidades.

“Isso se dava porque a pessoa entendia que poderia estar infectada e se dirigia para a unidade sem os critérios, sem todos os sintomas de Covid-19”, explica Dora Vitorino, gerente da UPA do Segundo Distrito.

Urap Maria Barroso, na Baixada da Sobral, começou atendimento a pessoas com sintomas leves de Covid-19 desde segunda-feira, 25 Foto: Assis Lima/Asscom Prefeitura de Rio Branco

Os atendimentos na Unidade de Referência da Atenção Primária Maria Barroso, localizada na Estrada da Sobral, bairro Ayrton Senna, região da Baixada da Sobral, já começaram nesta segunda-feira, 25, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), atendendo a pessoas que apresentam sintomas gripais, como dor de garganta, dor de cabeça, tosse e febre até 38 graus.

A gerente do Departamento de Unidades da Semsa, Lenice Camargo, afirma que se houver necessidade de atendimento de casos mais graves, o paciente pode ser transferido pelo Samu para a UPA do Segundo Distrito, onde ele deve ser internado.

Citando a secretária Municipal de Saúde, Jesuíta Arruda, a Prefeitura de Rio Branco informou nesta quarta-feira, 27, que no primeiro dia de atendimento, a segunda-feira, 25, foram feitas 161 consultas, com 48 exames laboratoriais e 13 testes em grávidas e idosos com sintomas de Covid-19 há mais de 8 dias. “Executamos alguns encaminhamentos médicos, com critérios estabelecidos no protocolo do Ministério da Saúde”, ressaltou Arruda.

Paciente é atendido na Urap Maria Barroso, na Baixada da Sobral; atendimentos a pessoas com sintomas leves de Covid-19 acontecem desde segunda-feira, 25 Foto: Assis Lima/Asscom Prefeitura de Rio Branco

De acordo com a prefeitura, exames para monitoramento da doença serão coletados e entregues no mesmo dia. A ideia é que assim, as pessoas possam ter acesso ao diagnóstico na unidade ou também pelo site www.riobranco.ac.gov.br.

A Urap Maria Barroso realiza atendimentos de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 19 horas, na Estrada da Sobral, bairro Ayrton Senna, próxima ao Supermercado Araújo.