doação

Corpo de Bombeiros do Acre ganha primeiro cão para buscas, resgates e salvamentos

Um acordo de cooperação técnica entre o Corpo de Bombeiros do Acre e Corpo de Bombeiros de Pernambuco permitiu a doação de uma cadela da raça labrador para missões de buscas, resgates e salvamentos realizadas no Acre.

Ela tem apenas seis meses de idade, mas Cerys já é promissora em potencial para as missões. Será utilizada para buscas de pessoas em áreas de deslizamentos, soterramentos, áreas colapsadas, corpos soterrados e pessoas desaparecidas em matas e florestas, dentre outras.

A cadela será utilizada para buscas de pessoas em áreas de deslizamentos, soterramentos, áreas colapsadas, corpos soterrados e pessoas desaparecidas em matas e florestas, dentre outras Fotos: Cedidas

Porém, sua missão não é apenas operacional. Cerys também será utilizada em outro eixo, na área social e de recuperação, como é o caso de Terapia Assistida com cães, na qual interage com crianças com Síndrome de Down, Transtorno do Espectro Autista, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade. Tudo isso graças à sua docilidade e interesse em brincadeiras.

“Agradeço ao Governo do Estado e à Secretaria de Segurança Pública pelo apoio recebido nesse projeto além, é claro, de agradecer o CBMPE, e minha alegria é muito grande de poder ativar um setor que vai complementar nossas missões operações, que é o canil. Além de atender no aspecto social também”, afirma o comandante-geral, coronel Carlos Batista.

Os cães têm cerca de 25 vezes mais receptores olfativos do que os seres humanos. Eles podem sentir odores em concentrações quase 100 milhões de vezes menor do que os seres humanos podendo detectar uma gota de sangue em cinco litros de água.

O Corpo de Bombeiros já providencia a próxima aquisição, desta vez será um cão da raça mallonois, pastor alemão ou a mistura dos dois.

“É uma grande alegria para mim estar aqui em Recife, representando o Comando do Corpo de Bombeiros, na busca dessa cadela que vai somar com o nosso serviço operacional e social. Termos um cão nas nossas missões já era desejo antigo que agora se concretiza. Agradecemos o Corpo de Bombeiros de Pernambuco por essa importante parceria”, relata o tenente BM Dyego Vieira.